quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Darci e seu banho de alegria!!

Terça foi mais uma noite para rir com a histórias do Darci, e rir só faz bem!
E para ver o Darci fui na pizzaria "Artesano", no itacorubi, outra grande descoberta na ilha. Que lugar aconchegante e que pizza gostosa!!! Parabéns...

Foto: Ana Corina

Já falei aqui do "Darci" personagem que saiu da observação e talento de Moriel Costa e é interpretado por ele.
Também já falei que sou fã do Moriel, um poeta que consegue colocar os quebra molas no meio de uma poesia linda, enfim...
Mas o que resolvi destacar aqui é a mensagem sempre dada por Moriel no fim das apresentações: nunca devemos esquecer que dar risada é o melhor remédio para tudo!

Levar a vida com bom humor é sábio, é resolver boa parte dos problemas que fazem parte da arte de viver.
Sou adepta ao otimismo, ao descomplicar  e, principalmente, as gargalhadas,  que já é uma característica identificada pelos meus amigos....e como é bom gargalhar com vontade!!!!
Esse é meu desejo para 2011: uma boa dose de alegria todos os dias, não tem erro: vai valer à pena!!!!!!

Em tempo: a Artesano fica na rua: Amaro Antônio Vieira (prox. 2400), Itacorubi e tem estacionamento e banheiros lindamente decorados e limpos eeeeeeee

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Dazaranha no John Bull


Dia 26 de dezembro a banda Dazaranha abriu nova temporada no John Bull da lagoa!



E que energia tem essa banda!











A casa lotou!!!!


Todo mundo enlouquecendo...Preto Vermelho galinha sem cabeça....




Tribuzana.....lindoooooo!!!!




Que foi que me deram pra levar, prá dona Janaína que é sereia do mar....







Dia 05 eles estão lá novamente!


Parabéns turminha vocês arrasam!!!! 

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Comida e Cultura.

Dia de sol na ilha de Desterro nada melhor do que sair do ar condicionado e ir para a beira do mar...essa é a dádiva de morar nesta ilha quando se é apaixonada pelo mar (meu caso rsrsrs)!!!
No ultimo domingo fiz isso...e por convite da minha amiga Adriana Krauss, fomos eu, ela e Lisandra almoçar na Barra da Lagoa, no restaurante Gabbiani!
Além de uma comida fantástica, o bar respira cultura e como eu gosto dissso!


                                                        Foto Divulgação

Rafael, que é o responsável pelo restaurante hoje, nos contou com orgulho que ali onde estávamos era, antigamente, uma vila com casas e alguns poucos barzinhos tipo secos e molhados. O Vô dele, casado com uma rendeira, tinha um dessses estabelecimentos comercaiais. Mais tarde acabou fazendo uma pousada na parte de cima e assim foi crescendo no negócio como a Barra foi crescendo como ponto turistico.
Hoje, Rafael, o neto, depois de ter feito gastronomia, assumiu a admnistração do lugar. Fez uma bela reforma,  mas não esqueceu o valor da cultura local.

Nesta temporada o bar abre espaço para a arte dos manezinhos. Dona Bilica abre com toda a sua graça a temporada de teatro no restaurante.
Além disso, nas paredes do bar está o resgate da história do lugar.
Fico muito feliz quando encontro pessoas a fim de resgatar e preservar a história deste lugar maravilhoso.
Parabéns ao Rafael que ainda oferece um cardápio fantástico! Sugiro o "Congrio Metido a Besta" e a "lula Bêbada" muito boms!!

Ahhh e sem esquecer de, mais uma vez, registrar: os banheiros do restaurante merecem destaque: limpíssimos, lindos ... coisa rara nos estabelecimentos de beira de mar na capital!

Contato do restaurante:  Rua Professor Abelardo Souza, 161
                                     Fone: 3337.4454

Terminei meu dia com uma noite divertidíssima assistindo ao Stand Up do Darci no taikô!!! Outra dose de cultura e das melhores...como é se sentir leve de tanto rir!!!!






domingo, 5 de dezembro de 2010

Vinícius de Moraes e sua sabedoria!!!

Uma noite de sábado em casa na melhor companhia: música e meus animais!!!
Aí me lembrei de Vinícius de Moraes e lembrando dele me lembrei de um artigo que li da Martha Medeiros...e resolvi transcrever aqui uma parte dele...

[...]"Vai, vai, vai...amar/vai,vai,vai...chorar/vai,vai,vai...sofrer". É o "Canto de Ossanha" lembrando que a gente perde muito tempo se anunciando, dizendo que faz e acontece, quando na verdade tudo o que precisamos, ora, é viver.
      Pois é. Mas, detalhe: não vive quem se economiza, quem quer felicidade parcelada em 24 vezes sem juros. Aliás, ser feliz nem está em pauta. O que está em pauta é a busca, a caça incenssante ao que nos é essencial: ter paixões e ter amigos. O grande patrimônio de qualquer ser humano quer ele perceba isso ou não.
      Pra acumular esses bens, Vinicius seguia um itual: zerava-se. Começava e terminava um casamento. Começava e terminava outro. Começava e terminava uma vida em Paris, uma temporada em Salvador. Renovava seus votos a cada dia. Se já não se sentia inteiro num amor ou num projeto, simples: ponto final. Tudo isso, diga-se, a um custo emocional altíssimo. O simples nunca foi fácil, muito menos para quem possui um coração no lugar onde tantos possuem uma pedra de gelo. As pedras de gelo de Vinícius estavam onde tinham que estar, no seu cachorro engarrafdo, e só."[...]
  
Gosto do olhar da Martha para as coisas do dia a dia. Colunista do Jornal Zero Hora e Folha de São Paulo, ela traduz o cotidiano de uma forma direta e clara. Adoro!
Assim como adoro essa leitura dela para Vinícius, um dos maiores poetas da nossa MPB e que tem coisas lindas como o "Soneto da infidelidade" e coisas além!
E vida a vida...vivida na sua intensidade sincera! Fecho com Vinícus!!!!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Paul McCartney - Inexplicável!!!!

O segundo show da minha vida...sim porque o primeiro foi com o mesmo Paul McCartney há 17 anos!!!!

A música sempre me emociona, mas é louco como alguns artistas me emocionam especialmente. Eles tem a chave que liga a torneira interna aqui e aí parece que o coração sai pela boca. Paul é assim...claro tem a historia de ser um Beatle, mas ele passa uma coisa tão digna e tão boa que não há explicação. Suas composições refletem isso e batem fundo, na alma mesmo!

Ontem vivi esses momentos de emoção inexplicável (ou explicável) afinal era o Paul ali na minha frente e cantando um set list fantástico (o que em se tratando dele não é lá muito dificil).

Chegamos em Sampa na sexta a noite: eu, Regina, Paulinha e Israel. No sábado, quando fomos pegar os ingressos já deu pra sentir a organização do show. Sem filas, rapidinho e estávamos nós com os ingressos na mão.


No domingo, nos juntamos ao Mauricio,  Ariela, Kika e Dayani e chegamos no Morumbi duas horas antes do show...estávamos na pista Prime. E mais uma vez a supresa: sem filas e o lugar maravilhoso...poucos metros do palco. Olhar aquele estádio lotadaço, várias olas rolando já dava uma emoção...já chorei na entrada rsrsrsrs
Encontramos Lenine, sempre uma simpatia.


E lá estávamos nós a espera de Sir Paul.

Os avisos de segurança, a presença dos técnicos no palco já provocava uma vibração geral na galera...15 minutos antes começou a rolar no telão colagens e videos que ajudou a fazer uma viagem pela carreira de Paul McCartney.

E quando terminou o video eis que entra Sir Paul...com a humildade dos grandes, fazendo gestos de agradecimento àquela multidão ali presente e logo começou o show com Venus and Mars... aí foi um abraço na emoção.


Três horas de show...sim tres horas e o homem lá inteiro, feliz e com uma banda fodástica! O batera em especial: além de cantar muito bem, toca muito e dança até a coreografia da macarena...rsrsrsrs

No set list músicas do Wings banda que Paul formou depois que Beatles acabou e que eu amo! "Letting Go" me fez chorar muito...uma das ... porque foi um oceano de lágrimas...minha nossa...fui ficando debilitada, dores pelo corpo inteiro, cabeça pesada de tanto chorar, foi a maior emoção nos meus ultimos anos, sem dúvida.
Logo nas primeiras músicas ele interpretou "The long and Winding Road" e o mar de lágrimas escorrendo...
Paul lembrou de Linda na música "My Love", e disse em portugues com aquele sotaque inglês digno: "essa música eu fiz pra minha gatinha Linda. Mas hoje eu dedico ela para todos os namorados"!!! 
Homenageou Lennon com "Here Today" música que ele fez para o amigo e cantava olhando pro céu...caraca, desabei...desabei também com a homenagem ao George Harrison na música "Something" com imagens dos dois juntos no telão do fundo do palco...como não desabar?

Leti It Be, Hey Jude, Lady Madonna, I've Gotta a Feeling, Live and Let Die e seus fogos...foi tudo divino.
Outros momentos de pura emoção e lágrimas foram ver e ouvir Paul cantando "Eleanor Rigby" adorooooo e ainda a interpretação de Blackbird e Yesterday sozinho com seu violão!!!
O fã clube também organizou via twitter uma demonstração de carinho pedindo que as pessoas levassem balões brancos para enchê-los e soltá-los em "Give Peace a Chance" e assim foi feito...foi um momento maravilhoso.

O baixista Brian Ray registrou em seu Twitter " @brianrayguitar: Sao Paulo.. I'll never forget your beautiful smiles and tears.. and 60,000 white balloons!" . Lindo demais mesmo!!!
Dava pra perceber também a emoção de quem estava no palco e por mais que eles devam ter esse retorno por onde passam, receber esse carinho todo é sempre uma emoção.
Para encerrar uma chuva de papel picado verde e amarelo.



Quando o show terminou me joguei no chão...fiquei lá deitada tentando entender tudo aquilo e dando um descanso para meu corpo que quase não aguentou tanta emoção.

Hoje, um dia depois, ainda tenho dores pelo corpo e uma dor de garganta chata de tanto que eu berrei e cantei.

É inexplicável, não dá pra traduzir em palavras...e se eu continuar escrevendo aqui vou ficar repetitiva. Como diz aquele sábio anônimo: emoção é pra ser sentida e não explicada!!! rsrsrsrs

Sair do estádio e caminhar até o shopping Butantan onde deixamos o valente carro do mauricio que carregou 8 malucos pela São paulo enlouquecida, foi um ato de coragem. Só consegui subir a rampa da garagem graças a ajuda da incansável Kika!!! Valeu a força Kika! E olha a gente acabada aí...

Valeu também meus amigos: Eveline Bittencourt que me levou e me buscou no aeroporto, grande força!!!
 Zé Brites e Rafa Dias (que não pôde ficar em Sampa por causa dos trabalhos na MTV)  pela hospedagem e pelo carinho!!!
Fábio Della que foi nos buscar no aeroporto e foi nosso cicerone nos almoços e jantares e passeios por Sampa, obrigada mesmo Della!!!!
E aos meus queridos companheiros de show: Regina, Mauricio, Ariela, Kika, Paulinha e Israel e ainda Day que graças a insistência do Mauricio acabou indo batalhar seu ingresso lá no morumbi e conseguiu eeeeeeee

É isso: os grandes momentos da vida da gente sempre são assim: regados a boa música e a amigos maravilhosos!!!!!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Você conhece o Darci????

E depois de uma noite de sábado com Dazaranha no Floripa Music Hall, meu domingo foi para tomar mais uma boa dose de arte com a família Costa.
Meu destino foi a festa "open bar do Darci"... os manezinhos estão ficando espertos nesse negócio de festa "Open Bar" !!!!


Tio Amaro, eu e Moriel incorporando Darci
Foto de Ana Corina


Darci, é o manezinho interpretado por Moriel da Costa, sim ele mesmo, o Moriel da banda Dazaranha. 
E assim como na música ele se inspira nas coisas da ilha para criar o Darci. Tirou elementos da convivência com seus parentes, vizinhos e amigos. O Darci é aquele manezinho cheio de causos: alguns curiosos, outros inacreditáveis!
A idéia surgiu e Moriel apresentou para a Rede Atlântida FM que logo adotou e passou a divulgar as histórias do Darci em pílulas distribuidas durante a programação. O sucesso é tanto que Moriel decidiu levar Darci para o palco.
No formato Stand Up Comedy, ele conta por mais de uma hora, as peripécias de Darci, sua mãe, seu amigo "Ganiza" e vários outros parentes que entram nos causos
Moriel é novo na arte de assumir o palco como ator, por isso foi corajoso. Ele tem um diferencial: o conteudo não é pronográfico e muito menos apelativo. Ele  trabalha com a ingenuidade do típico manezinho. Uma inocencia que chega a ser cômica.
Sem dúvida, uma grande sacada e muito bem interpretada por Moriel.
Vale conferir!!!
George, da Atlântida, já me garantiu que não vai parar por aí...em breve teremos Darci pelos bares.
Vamos esperar!
E mais uma vez parabéns Moriel...és um monstro! 

domingo, 14 de novembro de 2010

Dazaranha lota o Floripa Music Hall

Noite de Folianópolis na ilha...hã??? Folianópolis??? Nada, sábado foi a noite de Dazaranha na ilha!!!
A banda catarinense mais uma vez mostra porque está há 18 anos nos palcos: lotou o Floripa Music Hall para o show de lançamento do primeiro DVD da banda.
Foi lindo.
Bola e Helton Luiz, da Atlântida FM, apresentaram a banda e pediram para o publico cantar e chamar os músicos. Ao som das vozes cantando Vagabundo Confesso a banda subiu no palco e a partir daí foi aquela catarse toda. Mais de duas horas de show. Simbiose total entre público e banda...um repertório que contempla todas as fases desses 18 anos de sucesso com direito a show alucinante de capoeira de Moriel e Jerry.
É muito bonito ver uma banda com tanto tempo de estrada e ainda tendo prazer de estar ali: um com outro. São 6 integrantes, mais uma equipe afinada por trás do palco, mais o trio de metais, e um único astral: o astral do bem.
Sempre saio dos shows do Daza recarregada de energia. Ontem foi uma dose cavalar!
E o Tio Amaro deu um show no camarote...Rafinha, Seno, Seu Juca, Marcinho, Jamara...toda a familia curtindo! Muito bom!!!!
No bis, a música que sempre digo é uma benção à ilha, uma das mais belas composições do Moriel: "Cama Brasileira"! Linda...sempre!!!
Obrigada à familia Dazaranha pelo exemplo e persistência!
Ver aquela casa lotadaça...a fila gigante para chegar, a muvuca lá dentro é a certeza de que música boa tem vida longa!
Amo Vocês!

domingo, 7 de novembro de 2010



E o Paul está em POA!
E falta menos de 1 mês para eu vê-lo novamente!
E meu coração está saltando pela boca...
E apesar de eu gostar de muita coisa na música, nada me emociona tanto quando os Beatles e os Rolling Stones..
E destes dois os Beatles ganham disparado..
E eu não consegui ver John Lennon e George Harrison ao vivo, talvez por isso, ver Paul McCartney mexa tanto comigo...já estou que é pura emoção
E pra "adrenalizar" ainda mais esta emoção, minha amiga Ariela me liga, diretamente da passagem de som e só ouço aquela voz cantando
"Yesterday
Love was such an easy game to play
Now I need a place to hide away
Oh, I believe in yesterday"Perdi a voz na hora...minha nossa, nitido...ali ao telefone Paul passando o som em Porto Alegre!!!

Inexplicável essa emoção...

No dia 05 dezembro de 1993 assisti ao primeiro show de um Beatle: Paul cantou em Curitiba, na Pedreira!
E lembro muito bem dos detalhes: quando começou a rodar um video de abertura, mostrando momentos dos Beatles, parecia que eu tinha entrado num sonho...e me senti assim durante todo o show.
Eu e minhas amigas fizemos um bate e volta. Voltei dirigindo e anestesiada com o que eu tinha vivido.

Agora, menos de um mês, para eu viver isso de novo. Estarei lá, na frente do palco de um beatle novamente!!!
Desta vez ele vai nos privilegiar com os sons do Wings, banda que ele formou depois que saiu dos Beatles e que eu amoooo...além disso poderá tocar "Two Of Us" dos Beatles, entre tantas outras...mais uma vez vai ser inexplicável....

Então seja bem vindo Sir Paul McCartney!!!!

E Ari, obrigada pelos segundos de emoção profunda!!!!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Black Eyed Peas em Floripa!!!

Não foi um show pra chorar, foi um show pra ficar de boca aberta, queixo caído, com tanta tecnologia e plasticidade no palco!
Na real, acho que só não cai no choro porque não tenho lá muita intimidade com o trabalho do Black Eyed Peas. Não é o tipo de música que ouço em casa, mas adoro ouvir na academia ou em uma festa pra dançar...então só conheço os sucessos mesmo!
Formada em 1995, a BEP faz um hip hop dance...já esteve em Floripa há alguns anos, mas foi um show tímido, sem grandes produções e nem um grande público.
Mas, desta vez, o show em Floripa marcou! E como!!


Um palco gigante, em uma das goleiras no Estádio Orlando Scarpelli, com  a banda no andar de cima, e Will.I.Am, Apl.de.ap, Taboo, e Fergie passeando por todos os níveis do palco e pelas passarelas...levando o público ao delírio.
Chegaram bem próximo a quem estava ali na frente...
vibraram e colocaram o nome da cidade em 90% das músicas...a toda hora eles falavam "Floripaaaaa", elogiaram muito a beleza das mulheres, a cidade e o Brasil.








Fizeram uma homenagem ao país,
chamaram as mulatas da Escola de Samba Consulado de Floripa  para dividir o palco com
eles,









e colocaram as cores do Brasil no palco.



 Palco que a cada música ganhava novas referências gráficas.
















A Fergie canta muitooooo!



















Show de luzes....


E muitas surpresas como a aparição dos músicos em um elevador diante da plateia.


No fim....a reverencia à bandeira do País que os recebeu muito bem....


e Na hora do hit "I Gotta a Feeling" chuva de papel picado!


Foi uma noite pra deixar bem claro que Floripa pode sim receber shows grandiosos...basta iniciativa e vontade!
Parabéns à organização...e um parabéns especial para Giuliana Korzenowski que comandou a assessoria de imprensa com uma organização impecável!
Decididamente Floripa acordou do marasmo nesta noite!
E em janeiro tem mais...vem aí Amy Winehouse!

**Em tempo: as fotos são minhas...por isso estão longe de ser algo assim maravilhoso  rsrsrs

domingo, 17 de outubro de 2010

Tha Carnberries em Floripa!

                                            Foto: Giuliana Korzenowski

Fui ver o show  da banda irlandesa "Carnberries" em Floripa  e olha...saí de lá ainda mais fã!
Muito bom!!!
Conheci a banda da década de 90 e o que sempre me chamou atenção foi a voz, o jeito que aquela vocalista cantava. E ver ela ali, cantando ao vivo, me emocionou!
Em Floripa o show foi realizado no "Stage Music Park", um lugar ótimo para grandes shows! 
A banda entrou no palco às 23 horas em ponto! O que pegou muito brasileiro de surpresa. Acostumados com os atrasos em shows nacionais muita gente chegou no final. Ahhh se sempre fossem respeitados os horários...
E quando os músicos ápareceram o público já estava em êxtase. No praticável da bateria, a bandeira do Brasil!
Quando Dolores apareceu com seu all star e blusa e calças pretas brilhantes a galera foi a loucura de vez.
Logo no começo ela agradeceu muito e disse que a tarde tinha caminhando na praia e elogiou a beleza do lugar...a partir daí foi aquele espetáculo. Destaque para o batera que arrasou e para Dolores que regia a banda, o público e a sua voz!


                            Foto: Giuliana Korzenowski

As dancinhas tradicionais, os gestos tudo estava ali! Lindo!!!
Dolores canta como se cultuasse o próprio talento de cantar, não deixa de ser um agradecimento a essa dádiva!
No set list "linger", "ode to my family", "Zumbie", "salvation", "free to decide" entre tantos outros sucessos.
Em Salvation Dolores entrou no palco com um cocar na cabeça...e no bis trocou a calça preta brilhante por um vestido vermelho, mas não dispensou o all star!!!
Foi uma noite pra voltar aos anos 90. O lugar não estava lotadaço apesar do ingresso estar bem acessivel R$60,00 na pista.
Valeu!!!
Foi lindo....e agora estou em contagem regressiva para ver Paul MaCcartney em Sampa...esse vai ser de lavar a alma!

sábado, 2 de outubro de 2010

O Vapor da Estação de Nei Lisboa!

Na quinta feira, fui ver Nei Lisboa e seu novo show "Vapor da Estação"!
Ah...como é bom voltar ao tempo...

Conheci a música do Nei assim que comecei a fazer jornalismo na UFSC. Tinha uma lojinha, um sebo, ali no curso e comprei o vinil, "Prá viajar no cosmos não precisa gasolina".



Adorei e logo depois ele fez um show voz e violão no campos.
Depois disso voltei a vê-lo em teatros e no cinema na trilha do filme gaucho "Verdes Anos".

Gosto da voz, do jeito de cantar, das letras deste artista.
Neste show, com patrocínio do Programa Petrobrás Cultural, Nei está mais Jazz, mais Brasil...uma mistura que deixa a música dele mais bonita ainda.
Florianópolis foi a segunda cidade a receber a turnê.
Nei está lançando também um CD com a música que dá nome a turnê "Vapor da Estação" e ainda o registro do show ao vivo no Itaú Cultural, de 2004.
Um belo momento!!!!

Está no trabalho a canção "Romance" que é uma das minhas favoritas dele.

"...Por isso meu amor
Não leve tão a sério
Se eu morro de medo
Brinco de paixão
Não vai ter graça o dia
Em que eu te ver na porta
E não souber se entro
Ou faço uma canção..."

Salve Nei!

domingo, 12 de setembro de 2010

Samambaia Sound Club volta aos palcos!!

Lembra da Samambaia Sound Club? Então, esqueça!
A samambaia que voltou aos palcos hoje é outra coisa.
E isso não quer dizer que seja ruim, pelo contrário. A banda soube se reinventar a partir da saída de dois integrantes.


foto: cassiano ferraz

Jean Mafra deixou a banda recentemente e Jaguarito saiu quando se transferiu para a cidade maravilhosa, Rio de Janeiro. Com isso a banda mudou: Gustavo Ramos, o Rato, (que sempre foi fã da banda) assumiu a guitarra ao lado de Thiago Gomes que além da guitarra assumiu os vocais. André Guesser (bateria) e Daniel Gomes(baixo) continuam em seus postos. O resultado foi uma nova Samambaia.
Para o show de estreia desta nova fase, a banda levou para o palco televisores antigos e seus chuviscos e um repertório que recriou as canções antigas, misturadas com as novas e alguns covers que tem tudo a ver com a nova fase da banda como a bela música do White Stripes, "Seven Nation Army" e também a "Psico Killer", do Talking Heads
Um show muito bonito que deixou o público hipnotizado. A célula lotou em uma noite fria e de chuva o que já é uma vitória!
Gustavo me disse no final do show, que a idéia não é substituir os antigos integrantes e sim recriar.
A banda está lançando seu segundo CD, Sim/Não que foi gravado em Floripa no Gothan Estúdio, e masterizado por Carlos Trilha no Rio de Janeiro, com recursos do edital Elizabete Anderle. E como o dinheiro do edital demorou para sair o CD também saiu com atraso (nesse processo todo houve as mudanças de integrantes) e digo que hj o CD pouco reflete a Samambaia que está no palco. As vozes ainda são de Jean Mafra e as músicas estão com arranjos bem mais leves dos que hj a banda apresenta ao vivo.
A banda já pensa no terceiro CD e digo que merece registro.
Agora a Samambia Sound Club é rock na veia e recomendo a dose. Vale à pena!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

E viva o novo ano astral!

Um novo ano começa...




(...)But I heard there is a light

                        drawing me to reach an end
                        and when I reach there, I'll turn back
                        and you and I can begin again(...)

                                           [200 more miles - Cowboy Junkies)
                       

domingo, 5 de setembro de 2010

Cowboy Junkies and Friends!!!



Uma noite de sábado e eu reecontrei "Cowboy Junkies" e seu "Trinity Revisited". Um DVD gravado na Igreja da Santíssima Trindade, em Toronto, em 2006 para comemorar os 20 anos de banda.
Na verdade o album é uma releitura do album "Trinity Session", gravado em 1987 no mesmo lugar, mas desta vez a banda chamou convidados para dividir as gravações: Ryan Adams, Jeff Bird, Vic Chesnutt e a maravilhosa Natalie Merchand.  
Com um clima pra lá de intimista com a banda em circulo, aparecendo detalhes dos bastidores e como principal cenário a própria igreja, o DVD é um dos mais belos que já vi.
Natalie Merchand dividindo os vocais com Margo em "Misguided Angel" e Ryan Adams cantando "'200 Mores Miles" são momentos divinos.
O Cowboy Junkies é um grupo musical do Canadá com estilo que vai do rock alternativo ao country.
O grupo é formado por três irmãos da família Timmins(Morgo,Michael e Peter), além do baixista Alan Anton.
Eu conheci a banda há muitos anos quando ouvi "Sweet Jane" (uma versão da música do The Velvet Underground), na Itapema FM e fiquei fascinada com a voz de Margo Timmins. Fui atrás, mas encontrei pouca coisa no Brasil na época. Busquei fora, hj já tem quase tudo no Brasil ou na internet.
É música para ouvir e deixar a alma te levar.

domingo, 29 de agosto de 2010

Alta Fidelidade!

Ando um pouco displicente por aqui...a correria tá grande e até parar para escrever tá dificil.
Hoje passo aqui para deixar uma trechinho de um livro que li e amei. "Alta Fidelidade".

(...)"Tenho a impressão que se a gente coloca a música (e livros, provavelmente, e filmes e peças e qualquer coisa que faça você sentir) no centro da nossa existência, então não dá pra organizar a vida amorosa, não dá pra pensar nela como um produto acabado. Você tem que mexer com ela, mantê-la viva e tumultuada, mexer com ela e dentro dela, até que ela se desmancha e você se vê compelido a começar tudo de novo. Talvez todos nós vivamos a vida num ritmo rápido demais, aqueles de nós que absorvem coisas emocionais o dia todo, e como consequência nunca conseguimos nos sentir meramente contentes: temos que estar ou infelizes ou em êxtase, desvairadamente felizes, e estes estados são difíceis de atingir dentro de um relacionamento estável e sólido."(...)
                                                     Nick Hornby
                                               

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Zeca Baleiro e seu "Concerto"!!

                                             Foto: divulgação
Zeca Baleiro não poderia ter escolhido nome melhor para seu novo show: "Concerto".
Uma musicalidade que arrepia quem admira um instrumento bem tocado.
Dividem o palco com Zeca neste show: Swami JR.(violão de 7 cordas e vocal) e Tuco Marcondes (Violão, guitarra, bandolim, gaita e vocal).
Logo no começo do show Zeca explica que a idéia deste show, que comemora 13 anos de carreira, surgiu no ano passado da vontade dele de dividir o palco com esses dois músicos "são meus ídolos"! Ano passado eles chegaram a fazer tres shows neste formato experimentando coisas.
Ele abre com a bela "Barco" de Chico César e depois desfila um repertório novo em folha. Um show que paraliza quem curte boa música com letras para desgustar e admirar aquele show de cordas no palco.
Zeca conversa com a platéia como um maestro, com um humor inteligente. Interage, faz a platéia ficar ali se sentindo na sala de casa, numa bela noite de inverno com música que faz bem a alma.
Uma das histórias contadas por ele é sobre a música que fez pro Michael Jackson, na época dos escândalos envolvendo o astro. Zeca Conta que viu uma foto em uma revista na banca de Michael chorando. Chegou em casa e fez a música "Canção para Ninar um Neguim" (...) "neguim jeitoso/é perigoso viver sim senhor/tem espinho e tem flor/neguim moderno/o inferno é frio e no céu faz calor/traz teu cobertor"(...) disse que escreveu pensando em estar ninando o ídolo. 
Também fez uma gostosa brincadeira com os absurdos das letras de mestres ou nem tanto da música brasileira. Provocou a platéia para que se lembrasse de frases absurdas mas avisou: "não vale falar das minhas, nem pagode, nem brega". Brincou falando do Djavan e  Zé Ramalho, "eles também estão fora da disputa"...o Djavan segundo ele faz poesia combinando com acordes "no seu mar de raaaaio" e Zé Ramalho "é muita viagem". No final do show ele fez a plateia se manifestar e quem lembrasse a frase mais esdrúxula ganharia uma taça de vinho. O prêmio ficou com uma moça que lembrou a frase "Eu teria mais herdeiros/Que um coelho.." da música "Por Você", do Barão Vermelho.
Mostrou ainda músicas antigas, de outros cantores, com uma nova roupagem, aquelas que fazem parte da memória afetiva. Outras novas com letras divertidas como "Milonga del Mejor" que fala da eterna disputa de quem é melhor Maradona ou Pelé. Ou ainda a "Armário". Essa engraçadíssima falando da situação de quem tem medo de sair do armário.
Zeca se aproxima da platéia de uma forma gostosa, sincera. Sempre muito bom ouvir e ver.
Está lançando dois CDs "Concerto" e "Trilhas".  Para quem curte o trabalho dele, recomendo.
Foto:divulgação
Ahh sim, dos sucessos cantou "Bandeira", "Telegrama" e "Babylon" (essa eu amo)! Mas se perguntarem para quem esteve lá se sentiram falta de mais músicas já batidas do repertório aposto que vão dizer que não. Para quem tem um Zeca contador e cantador de histórias com a maestria da simpatia e simplicidade e mais dois monstros das cordas no palco, não sente falta de mais nada!
Tomara que esse show volte...
Parabéns a Orth produções...sempre mandando ver na qualidade dos shows que traz à ilha!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Show de lançamento dos Cds da Tijuquera!

Na ultima quarta feira vivemos mais um daqueles momentos saborosos da música catarinense: a banda Tijuquera lançou seus dois novos CDs, Rocksteady e 5, em um show muito bem preparado em ambiente muito gostoso e rodeados de amigos.
Foi a primeira vez que o Taykô do Shopping Iguatemi recebeu um show de uma banda.
Foi montado um palco, uma bela iluminação e como cenário a foto que faz referência a ultima viagem à europa dos músicos ilhéus e que está na capa dos cds lançados.
No repertório as músicas novas, nem todas é verdade, mas boa parte.
Lamentei somente a ausência de Músculo, interpretada por Emilia Carmona. Fica o pedido para os próximos shows.
Na platéia Eveline Orth, Nani Lobo, Pedro Leite, Carlos Trilha, Luiz Meira, Fábio Della, Henrique e Lange que vieram de Sampa para prestigiar a banda, Gazu, Gerry, Andrey,  além de um punhado de amigos, outros músicos, jornalistas (turminha da TVCOM, RBS, Kzuka, Atlântida) produtores e fãs.
O show foi lindo. A Tijuquera saiu do essencialmente percussivo e agora tem uma pitada eletrônica de muito bom gosto. As letras continuam lindas!
Foi uma noite muito gostosa.
Bom saber as novidades de Carlos Trilha, músico catarinense radicado do Rio. 
Bom  ver a família Costa vibrando na frente do palco e muito bom saber que o espaço foi aprovado para shows. Tomara que a idéia vingue!

Para quem ainda não conhece os novos trabalhos da banda vai lá no site e dá uma olhada.
vale à pena!
www.tijuquera.com.br

Parabéns à banda...e aguardem: vem aí temporada da Tijuquera na Célula, para recuperar os bons tempos de bailinho!!!!!
  

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Um reflexão sobre a música independente e a pobreza!!

Hoje, minha amiga e produtora cultural Ariela Grubert me mandou um texto com o qual concordo integralmente!
Quem mandou para ela foi Leo Salazar.
Ele consegue decifrar em um belo texto a relação absurda que os ditos "intelectuais" insistem em fazer entre pobreza e indepnendência. 
Por isso resolvi transcrevê-lo aqui:

 "Aqui no Brasil existe um paradigma, uma mentalidade, de que quanto mais precária for a estrutura do músico, tanto mais independente será sua carreira e mais autêntica sua obra.
Esse modelo de trabalho sacrificante é louvado por muitos, não apenas músicos, como também jornalistas e até produtores. É um grande equívoco. Se fosse para ser assim, o patrono dos músicos seria São Francisco de Assis, e não Santa Cecília, que pertencia a uma tradicional família de Roma.
Lembro o caso de Neilton Carvalho, guitarrista do Devotos. Por falta de recursos, ele improvisou sua guitarra com material de sucata. Ele não tinha opção. Me disse, certa vez, que ele gostava, e gosta mesmo, é de instrumentos e equipamentos de boa qualidade. Mas a imprensa e a gravadora BMG, na época do lançamento do primeiro disco, queriam apenas chamar atenção para esse fato pitoresco: “banda pobre da
periferia do Recife”.
Ninguém, nem o pobre, por opção, escolhe a pobreza. Isso é comportamento de jovem e intelectual de classe média, que vê no culto à pobreza uma forma de deleite sociológico.
Como dizia Joãozinho 30, o carnavalesco: 'quem gosta de pobreza é intelectual; pobre gosta de luxo'."

Disse tudo!
É aquela velha história, músico ou banda quando é desconhecida é ótimooo, quando consegue sucesso, aparece em novela, ou programas populares é porque se vendeu!
Haja...

domingo, 1 de agosto de 2010

Dizzy Forever!!!

foto: divulgação


Na ultima sexta feira, finalmente, fui conferir a festa "Dizzy Forever"!!!
Que festa boa!
Para quem ainda não sabe, a Dizzy era uma boate que funcionava na esquina da Beira mar norte (ao lado de onde hj é o El Divino), e era a coqueluche da cidade nos anos 70, 80. Eu não cheguei a ser frequentadora assídua da melhor fase da boate, vim a conhecer quando já estava prestes a fechar, mas consegui sentir um pouquinho do que era a "boate Dizzy".
Era um tempo em que os DJs estavam começando a ter "status" de estrelas da noite, mas principalmente, um tempo que tinhamos músicas maravilhosas. Talvez seja saudosismo meu, mas para mim nada bate as músicas daquele tempo. Tanto os sucessos internacionais com Talking Heads, Michael jackson, Prince etc.. ou ainda a era "disco" com Tina Charles, Tavares, Bee Gees e por aí vai, como nossa música pop brasileira estourando com Blitz, Paralamas, Titãs... são sucesso na pistinha!!!
E tudo isso está lá na noite "Dizzy Forever". 
O Floripa Music Hall tem seu espaço reduzido pela metade e aquilo fica lotado. Um público que vai dos jovens antenados no passado até os mais velhos que se soltam e lembram as dancinhas da época!
A noite abriu com clips na tela comandados pelo Vj André Costa. E só aquilo já valeu à pena. 
Ver os clipes da época é de hipnotizar qualquer um: cabelos black power, penteados gigantes, coreografias e figurinos que hoje nos parecem engraçadissimos. Muito bom!!!!
Depois a noite seguiu com os Djs Xande Fontes e  Anderson Negão. 
Posso dizer que, com certeza, pra quem gosta de dançar e chacoalhar a vida, esta festa é o endereço certo!
Adorei e certamente vou de novo!
Parabéns à produção ao Vj e aos Djs.
E obrigada à família Lohn pelo convite! Foi uma noite maravilhosa!
Até a próxima!!

domingo, 25 de julho de 2010

Da série li, gostei e postei


Não sei de quem é esse texto. Mas li e gostei! Nada como aprender com a vida!!!!


Relacionar-se

Osho já escreveu: não devemos nos fechar em um relacionamento devemos nos relacionar. Não devemos nos fechar no amor e sim amar...ou seja a vida é um verbo e não um substantivo: viver e não vida.


Concordo. O problema que é hoje muita coisa evoluiu, mas a maioria das mulheres ainda não conseguiu sair daquela postura machista e servil com os homens. Quando começa a se relacionar com alguém se fecha para o mundo, assume o mundo do homem, passar a ser companheira dos programas dele, amiga dos amigos dele e pronto. Aquela mulher expansiva, alegre, criativa que tanto o atraiu sumiu. Resultado? Ele se acomoda, é bom ter alguém apaixonada por ele em sua volta, mas ele não deixa de aproveitar as oportunidades que aparecem e aí vem a traição. O que, muitas vezes, não significa que ele deixou de gostar dela, mas está apenas se alimentado daquilo que a sua namorada já não tem, ou seja, está buscando aquele mistério que sua companheira fez o favor de mandar às favas.


Enquanto ela permanece fiel, ele não pára a vida dele. E não está errado. Ela se afasta de quem tenta lhe abrir os olhos, ele faz questão que ela se afaste, dá razão, apoia: ahh eles não nos entendem. Ela deixa de conjugar o verbo e passa a ser um substantivo ali, parado no seu significado estático.


O dia em que a mulher conseguir ser ela mesma, sem adaptações, sem se apagar aí sim ela vai atrair um homem que realmente a admira por isso e, talvez aí sim, tenha não um relacionamento, mas um relacionar-se de forma cosntrutiva e com certeza não vai querer esse homem do qual falei aqui ao lado dela. Porque covardia não combina com uma mulher inteligente!

A música neste sábado frio e chuvoso ....

Ouvindo música...e essa tem estado no meu set list!
Já falei desta cantora aqui...e recomendo!!!

De janeiro à janeiro - Roberta campos

Não consigo olhar no fundo dos seus olhos
E enxergar as coisas que me deixam no ar, me deixam no ar
As várias fases, estações que me levam com o vento
E o pensamento bem devagar

Outra vez, eu tive que fugir
Eu tive que correr, pra não me entregar
As loucuras que me levam até você
Me fazem esquecer, que eu não posso chorar

Olhe bem no fundo dos meus olhos
E sinta a emoção que nascerá quando você me olhar
O universo conspira a nosso favor
A conseqüência do destino é o amor, pra sempre vou te amar


Mas talvez, você não entenda
Essa coisa de fazer o mundo acreditar
Que meu amor, não será passageiro
Te amarei de Janeiro Á janeiro


Até o mundo acabar

sábado, 17 de julho de 2010

Aerocirco reencontra seu público na Célula Cultural!

Fotos: Rodrigo Iazbek
Foi bonito de ver o reencontro da banda Aerocirco com seu público depois de pouco mais de 4 meses.
A banda catarinense lançou seu quinto CD "Invisivelmente", em Floripa, em uma noite gelada desse inverno intenso que está deixando o sul do país congelado!!!
Num fim de semana cheio de atrações nacionais na ilha, Aerocirco conseguiu mostrar mais uma vez que tem público fiel, e como!!!
A Célula em sua versão extendida ficou lotada, o público alucinado, cantando as músicas de um repertório 100% autoral. Até as músicas novas já estavam na ponta da língua!
Emocionante ver a vibração dos músicos e de seu público.
Desde março, Della, Mauricio, Lange e Henrique deixaram a ilha para morar em São Paulo e fazer valer a vontade de viver da música. É um caminho longo e dificil, mas nunca impossível.
E ontem, com certeza, o público catarinense foi o responsável por uma dose poderosa de energia para que continuem nesse caminho. Focados no trabalho e na vontade de poder viver da sua música!
E isso exige muita determinação.
No final da noite as pessoas estavam satisfeitas, fãs saudosos de enlouquecerem na frente do palco e outros tantos admirados com aquela energia toda!
Parabéns aos músicos! Parabéns à Paulinha e à Ariela pela produção. Foi muito bom ter presenciado mais um momento inesquecível na Célula Cultural.
A TVCOM teve a honra de registrar tudo para um especial de final de ano.
Muito bom poder ter produtos tão bons para encher nossa telinha!!!!
Vamo que vamo!!!!!!
   

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Sociedade Soul!!!!


Na sexta feira aconteceu o show de lançamento do CD da banda Sociedade Soul!
Foi um belo espetáculo. Banda maravilhosa...sonzeira!
Teatro lotado, gente lá fora até os ultimos minutos antes de começar o show na tentativa de conseguir um ingresso. É aquela história: shows locais, as pessoas acham que chegando em cima da hora ainda conseguem ingresso...nem sempre viu!!! 
Quem não viu perdeu um show de competência!
Mas teatro é teatro e apesar dos apelos da banda, ninguém que estava sentado se arriscou a levantar e dançar, apesar do som pedir isso!
A participação de Gerson King Combo arrancou aplausos entusiasmados! Ele com sua capa preta e seu estilo característico mandou ver com a banda de Gustavo Barreto. Derramou elogios e prometeu voltar a Floripa para fazer um show completinho para os fãs da Soul Music.
A Sociedade Soul Estava programando o lançamento do Clipe em animação da música Jardim da Delícias para a semana do show, mas o clipe acabou sendo conhecido pelo público antes e por um bom motivo: foi selecionado para o Anima Mundi.
Vai lá no link http://jardimdasdelicias.com/  
Foi criado um site especial para a divulgação do clipe e merece.
Feito pelo Cafundó Estúdio com a direção de arte de Gustavo Brazzalle. E foi ele quem inscreveu o trabalho no Festival Internacional de Animação do Brasil, o Anima Mundi. Foi escolhido entre 1,4 mil  trabalhos inscritos. Está na categoria Portfolio e concorre com produções feitas para as bandas gringas Gorillaz, Coldplay, Massive Attack e também com a produção feita para a introdução do game Beatles Rock Band. Orgulho!!!
A Sociedade Soul é formada pelos músicos Gustavo Barreto (guitarra e voz), Marco “Nego” Aurélio(baixo), André FM (bateria) e Diego Carqueja (teclados). Só músicos bala!!!
Vida longa a esta banda e parabéns pelo show e pelo clipe!
A música independente de Santa Catarina agradece!!!

E se você não conehce o som da banda ainda corre lá
http://www.myspace.com/sociedadesoul e aproveite!!!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Herbert de perto...sem dramas, sem lamentações!!

Fui assistir ao filme "Herbert de perto" em uma sessão para ouvintes da Itapema FM no Cinesystem.
E saí de lá emocionada!!



O filme foi muito feliz no roteiro.
Depoimentos sinceros de músicos, familiares e profissionais que acompanham Herbet numa jornada de amor pela música e superação pela vida.
Adoro obras biográficas porque sempre são uma fonte de autoconhecimento e, em vários casos, de motivação à nossa própria vida.
A história de Herbert, todos sabem, é uma história de persistência e depois superação!
O filme começa com Herbert sentado a frente da TV revendo gravações antigas sobre a história da banda Paralamas do Sucesso. E na gravação em questão, estava lá um Herbet jovem falando: "se acontecer qualquer tragédia, se eu tiver que viajar, sair daqui, mudar...mesmo assim eu teria forças para começar tudo de novo." Herbert olhando aquilo com olhar profundo meio que tentando entender a profecia que já havia feito comentou: "esse menino aí nem sabia do que estava falando". 
E aí o roteiro retoma o inicio dos Paralamas, o amor de Herbet pela música, de seu talento nato para tocar. Historias que todos fãs já sabem e outras curiosas como o depoimento da mãe contando que ao ouvir a primeira música gravada pelo filho, disse: "meu filho, você tem que trocar de baterista. Com esse aí vocês não vão a lugar nenhum". O então baterista era Vital que como todos sabem saiu muito antes de Paralamas ser o Paralamas do Sucesso. O encontro com João Barone deu o impulso que faltava e aí a historia a gente já sabe. A trajetória de sucesso no Brasil, a forte ligação da banda com a música argentina e o sucesso dos Paralamas por lá também.
Amigos, familiares contam como foi a superação do acidente de ultraleve em 2001, que matou sua mulher, a inglesa Lucy. A dor da perda, a agonia da recuperação de Herbet, o exemplo de amizade dos meninos da banda, a incansável vontade de viver do músico.
Um filme simples e rico em conteudo. Sem drama, sem cair no piegas.
Para mim, os momentos mais emocionantes foram os que mostraram Herbert revendo seu passado com a experiência do agora. O momento em que olha para imagens de Lucy...a declaração de amor à mulher e à vida.
E durante todo o filme esse cruzamento entre o ontem e o hoje é feito de uma forma muito feliz!
A direção foi de Roberto Berliner e Pedro Bronz. E foi para Berliner que Herbert chegou a pedir que não fizesse do filme algo dramático. Pedido cumprido.
Saí de lá com a grata certeza de que quando se é verdadeiro em atos e dedicado ao que se acredita, não importam as curvas, os acidentes...sempre se chega a um resultado vitorioso.
Lamentação? Achar que Herbet é um coitadinho paralisado numa cadeira de rodas? Nunca!
Recomendo muito esse filme e com certeza o terei no meu acervo particular!!!!