domingo, 29 de agosto de 2010

Alta Fidelidade!

Ando um pouco displicente por aqui...a correria tá grande e até parar para escrever tá dificil.
Hoje passo aqui para deixar uma trechinho de um livro que li e amei. "Alta Fidelidade".

(...)"Tenho a impressão que se a gente coloca a música (e livros, provavelmente, e filmes e peças e qualquer coisa que faça você sentir) no centro da nossa existência, então não dá pra organizar a vida amorosa, não dá pra pensar nela como um produto acabado. Você tem que mexer com ela, mantê-la viva e tumultuada, mexer com ela e dentro dela, até que ela se desmancha e você se vê compelido a começar tudo de novo. Talvez todos nós vivamos a vida num ritmo rápido demais, aqueles de nós que absorvem coisas emocionais o dia todo, e como consequência nunca conseguimos nos sentir meramente contentes: temos que estar ou infelizes ou em êxtase, desvairadamente felizes, e estes estados são difíceis de atingir dentro de um relacionamento estável e sólido."(...)
                                                     Nick Hornby
                                               

Nenhum comentário: