segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Paul McCartney - Inexplicável!!!!

O segundo show da minha vida...sim porque o primeiro foi com o mesmo Paul McCartney há 17 anos!!!!

A música sempre me emociona, mas é louco como alguns artistas me emocionam especialmente. Eles tem a chave que liga a torneira interna aqui e aí parece que o coração sai pela boca. Paul é assim...claro tem a historia de ser um Beatle, mas ele passa uma coisa tão digna e tão boa que não há explicação. Suas composições refletem isso e batem fundo, na alma mesmo!

Ontem vivi esses momentos de emoção inexplicável (ou explicável) afinal era o Paul ali na minha frente e cantando um set list fantástico (o que em se tratando dele não é lá muito dificil).

Chegamos em Sampa na sexta a noite: eu, Regina, Paulinha e Israel. No sábado, quando fomos pegar os ingressos já deu pra sentir a organização do show. Sem filas, rapidinho e estávamos nós com os ingressos na mão.


No domingo, nos juntamos ao Mauricio,  Ariela, Kika e Dayani e chegamos no Morumbi duas horas antes do show...estávamos na pista Prime. E mais uma vez a supresa: sem filas e o lugar maravilhoso...poucos metros do palco. Olhar aquele estádio lotadaço, várias olas rolando já dava uma emoção...já chorei na entrada rsrsrsrs
Encontramos Lenine, sempre uma simpatia.


E lá estávamos nós a espera de Sir Paul.

Os avisos de segurança, a presença dos técnicos no palco já provocava uma vibração geral na galera...15 minutos antes começou a rolar no telão colagens e videos que ajudou a fazer uma viagem pela carreira de Paul McCartney.

E quando terminou o video eis que entra Sir Paul...com a humildade dos grandes, fazendo gestos de agradecimento àquela multidão ali presente e logo começou o show com Venus and Mars... aí foi um abraço na emoção.


Três horas de show...sim tres horas e o homem lá inteiro, feliz e com uma banda fodástica! O batera em especial: além de cantar muito bem, toca muito e dança até a coreografia da macarena...rsrsrsrs

No set list músicas do Wings banda que Paul formou depois que Beatles acabou e que eu amo! "Letting Go" me fez chorar muito...uma das ... porque foi um oceano de lágrimas...minha nossa...fui ficando debilitada, dores pelo corpo inteiro, cabeça pesada de tanto chorar, foi a maior emoção nos meus ultimos anos, sem dúvida.
Logo nas primeiras músicas ele interpretou "The long and Winding Road" e o mar de lágrimas escorrendo...
Paul lembrou de Linda na música "My Love", e disse em portugues com aquele sotaque inglês digno: "essa música eu fiz pra minha gatinha Linda. Mas hoje eu dedico ela para todos os namorados"!!! 
Homenageou Lennon com "Here Today" música que ele fez para o amigo e cantava olhando pro céu...caraca, desabei...desabei também com a homenagem ao George Harrison na música "Something" com imagens dos dois juntos no telão do fundo do palco...como não desabar?

Leti It Be, Hey Jude, Lady Madonna, I've Gotta a Feeling, Live and Let Die e seus fogos...foi tudo divino.
Outros momentos de pura emoção e lágrimas foram ver e ouvir Paul cantando "Eleanor Rigby" adorooooo e ainda a interpretação de Blackbird e Yesterday sozinho com seu violão!!!
O fã clube também organizou via twitter uma demonstração de carinho pedindo que as pessoas levassem balões brancos para enchê-los e soltá-los em "Give Peace a Chance" e assim foi feito...foi um momento maravilhoso.

O baixista Brian Ray registrou em seu Twitter " @brianrayguitar: Sao Paulo.. I'll never forget your beautiful smiles and tears.. and 60,000 white balloons!" . Lindo demais mesmo!!!
Dava pra perceber também a emoção de quem estava no palco e por mais que eles devam ter esse retorno por onde passam, receber esse carinho todo é sempre uma emoção.
Para encerrar uma chuva de papel picado verde e amarelo.



Quando o show terminou me joguei no chão...fiquei lá deitada tentando entender tudo aquilo e dando um descanso para meu corpo que quase não aguentou tanta emoção.

Hoje, um dia depois, ainda tenho dores pelo corpo e uma dor de garganta chata de tanto que eu berrei e cantei.

É inexplicável, não dá pra traduzir em palavras...e se eu continuar escrevendo aqui vou ficar repetitiva. Como diz aquele sábio anônimo: emoção é pra ser sentida e não explicada!!! rsrsrsrs

Sair do estádio e caminhar até o shopping Butantan onde deixamos o valente carro do mauricio que carregou 8 malucos pela São paulo enlouquecida, foi um ato de coragem. Só consegui subir a rampa da garagem graças a ajuda da incansável Kika!!! Valeu a força Kika! E olha a gente acabada aí...

Valeu também meus amigos: Eveline Bittencourt que me levou e me buscou no aeroporto, grande força!!!
 Zé Brites e Rafa Dias (que não pôde ficar em Sampa por causa dos trabalhos na MTV)  pela hospedagem e pelo carinho!!!
Fábio Della que foi nos buscar no aeroporto e foi nosso cicerone nos almoços e jantares e passeios por Sampa, obrigada mesmo Della!!!!
E aos meus queridos companheiros de show: Regina, Mauricio, Ariela, Kika, Paulinha e Israel e ainda Day que graças a insistência do Mauricio acabou indo batalhar seu ingresso lá no morumbi e conseguiu eeeeeeee

É isso: os grandes momentos da vida da gente sempre são assim: regados a boa música e a amigos maravilhosos!!!!!

5 comentários:

Dayani Thiesen disse...

Lígia, faço minha as suas palavras. E agora ainda assim lendo seus dizeres me emocionei mais uma vez. Esse foi o momento mais inesquecivel de todos os tempos pra mim. Obrigada a todos que insistiram. Obrigada.

Anônimo disse...

Sds!!

Ola Ligia e galera, tenho 59 anos, tenho uma banda, tocamos Beatles, vivi tudo aquilo nos anos 60. Eu também não resisti, virei uma criança e chorei pacas...eheheh. O cara e fogo, abre nosso coração com a força das canções que embalaram minha juventude e incrìvelmente embala a juventude dos meus filhos, que estavam todos lá, família toda reunida. Muito legal seu texto e seu testemunho. Se quiserem manter contato, sou de sp capital, mesmo porque não estou encontrando nenhum fã clube do Maaca para trocarmos idéias. Se houver interesse, aqui fica meu email para contatos : rocck1958@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Que MARAVILHA!!!! Aliás, Que Maravilha foi uma das músicas que Toquinho tocou no show deste sábado aqui em Concórdia, lembrando que esta música em parceria com o Jorge Ben foi um dos seus primeiros sucessos. Pra mim que desde a adolescência acompanho o trabalho dele foi fantástico. O show foi intercalado com comentários e histórias com outros gênios da MPB com quem ele conviveu. Ele tem uma maneira muito agradável de conversar com o público, sempre com nostalgia e emoção. Uma das histórias dizia mais ou menos assim
(sabe como é, eu já estava com umas cervejinhas na cuca): Certo dia um grande amigo do Vinícius foi viajar de avião e sentou ao lado de uma linda mulher. Casualmente ela estava lendo um livro do autor e como o Vinícius não era ainda muito conhecido e este rapaz conhecia o Vininha muito bem acabou se passando por ele. Papo vai, papo vem, acabou ficando com a garota. Dias depois, conversando com Vinícius, falou:-Tenho uma notícia boa e uma ruim pra você. A boa é que você ficou com uma baita gata dias atrás e a ruim é que na Hora H você falhou!!! Que moral passou pro amigo, hein? Beijos do Antônio, da Danny e do Mano que te ADORA!
Juliano Gastaldi

Ligia Gastaldi disse...

Juliano!!!
Imagino o quanto curtisses o show do Toquinho, sei bem o quanto admiras ele e o saudoso Vinicius!!! E essa é a magia da música, nos faz viver momentos inesquecíveis!!!!
Adorei saber qua passasses por aqui...esse é meu diário musical rsrsrs
bjs na familia
da mana que também te ADORAAAAA

Ligia Gastaldi disse...

Alô Sr. Rock

Como você não deixou o nome me permito lhe chamar assim...rsrsrs...que bom saber que os fãs paulistas estão passando por aqui! Com certeza vamos manter contato via e-mail sim!
Ainda estou anestesiada pelo Paul e por aquela banda maravilhosa e tantas canções com tantas histórias...até esqueci de comentar que o show terminou com "The End" e aquele solo de bateria fenomenal...foi inesquecivel, cada segundo.
Vamos manter contato e na próxima ida a Sampa quem sabe a gente ve sua banda tocar!!!!