domingo, 7 de março de 2010

Noite de Nostalgia!

Uma noite de pura nostalgia, foi assim o niver do meu amigo Hermes Lima!!!
Uma festa surpresa preparada com todo amor e carinho pela Iara, esposa do Hermes e minha amiga de adolescência...e já vai tempo viu!!!
Para o som da festa Iara contratou Marcos Sorriso, mas estavam lá também Silênio e Zeca Petry. Pronto! Era o passaporte para voltar a uma época em que Floripa ainda era uma cidade praticamente de manezinhos e o ápice da boemia era ir a barzinhos com música ao vivo, voz e violão. Poucas bandas tocavam em bares e a onda cover estava chegando com tudo depois de uma leva de trabalhos autorais: Expresso Rural, Engenho, Tubarão, Decalcomania e por aí vai. 
A Música Popular Brasileira era o carro chefe dos bares. Depois começaram a vir as bandas covers e agora, com graça do bom universo e de nossos compositores voltamos a ter música autoral..

tah mas voltando à festa...

Marcos Sorisso mandou bem no repertório, me emocionei com "eu sei que vou te amar" e as poesias que ele intercalou na música: soneto da infelidade, também de Vinicius de Moraes
"Eu possa me dizer do amor que tive/Que não seja imortal, posto que é chama/Mas que seja infinito enquanto dure."
E depois um poema  de autoria dele mesmo que me fez chorar...lindoooo!!!
Lá pelo meio da festa Zeca Petry e Silênio se juntaram a ele...aí começaram a pipocar todas as pérolas da época: Espanhola, Dona... mas a emoção ficou mesmo com as músicas do Expresso Rural, música catarinense maravilhosa!!! ô coisa boa!
Silênio ainda trouxe de volta músicas de Vitor Ramil... que quando se inspira tem letras inesquecíveis como em Assim, Assim: (...)"se continuasse assim, assim/um dia a gente ia terminar/saindo pela tangente/ou desidratado de tanto chorar/na certa ainda vais remexer/nisso ou naquilo até concordar/que o nosso erro foi não conjugar/aos limites o verbo amar/registra minha partida/no arquivo da tua vida"(...)
Foi uma noite especial!
Iara parabéns pela inciativa e obrigada pelo convite!! Boa parte da turma que viveu esses momentos na época estava lá e acho que até causamos curiosidade porque os outros convidados não entendiam muito bem aquele clima de emoção todo...mas prá gente fez muito sentido! Foi a época do namoro do Hermes e da Iara, das nossas noitadas em bares que não existem mais. E como é bom recordar,  fazer uma viagem ao tempo pela trilha sonora que marcou uma parte de nossas vidas!!! Cheguei em casa emocionada... e muito feliz!
Recarregando as energias...minha nossa...foi uma revisita a tanta coisa..rsrsrsrs

Muito bom!!!!
Parabéns Hermes só tu mesmo pra reunir essa turma de novo!

Um comentário:

biotec disse...

Oi Ligia,
esta é a primeira vez que entro num Blog. Parabéns por seres uma amiga tão atualizada (ossos do ofício, é claro!) Ouvi falar muito bem da festa e senti mUUUUUito não ter estado lá (ossos do ofício de andarilha...) Parabéns para a Iarinha que consegue, no meio de tijolos e esquadrias, ainda organizar uma festa dessas.
Bjs
Valeria