domingo, 22 de novembro de 2009

Um dia de molho em casa para recuperar a energia roubada!!!

Blues do Iniciante                     

Eu traço tantos planos
Brilhantes, antes
De te ganhar num salto
Mortal, de iniciante
Na pirraça de te ter
Por enquanto, por enquanto
Eu miro o índio que eu sou
No teu ser
E alcanço

Viagens tão óbvias
Loucuras tão sóbrias
De um iniciante
De um iniciante

Aprendiz das piscinas
Tão tingidas de escuro
Aonde, peixe safo
Eu nado até você
Até o teu mundo
Que eu também procuro
Nesse quarto sem luz
Nessa ausência de tudo

Se prepare, eu tô "locky"
Só precisas de um toque
De um toque de iniciante
De um toque de iniciante

         (Barão Vermelho)


[tô muito isso hoje]

Um comentário:

ParadoXos disse...

poema que fala alto pra toda gente ouvir!
- bem!
um forte abraço do

heduardo