quarta-feira, 28 de maio de 2008

Classe Média Alta. Topo da Cadeia Alimentar!


Acabei de assistir à entrevista com Seu Jorge, no Programa do Jô!

Humildade e talento.
Seu Jorge falou do próprio preconceito que tinha com sua cor e disse que somente com o violão nos braços se sentia à vontade para se ambientar entre pessoas que mal conhecia. Falou que foram as amizades que foram lhe dando conforto e segurança para se socializar em ambientes estranhos. E a partir do momento em que fez uma autoanálise e decidiu não se permitir se considerar menor que ninguém por causa do seu tamanho (ele é alto prá caramba), de sua cor e sua aparência passou a conquistar seu lugar na sociedade.

Hoje ele se considera abençoado por ter uma família (mulher e filhos) e diz que é orgulho para o pais dele também por ter conseguido isso.

Maduro em relação à fama ele reconhece que a atual situação facilita certos "deleites". Contou sobre sua recente turnê na Europa e disse que conseguiu assistir um clássico do Real Madrid e Barcelona nas cadeiras a poucos metros do campo e brinca "Classe média alta. Topo da cadeia alimentar".

Ator, músico, compositor e cantor... eu já admirava esse cara pela música, hoje passei a admirá-lo como pessoa.

Salve Seu Jorge!!!

Humildade e talento, grande brasileiro.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Taffo nos deixa.


Fui surpreendida hoje com a morte prematura do guitarrista Wander Taffo. Para quem viveu, como eu, as décadas de 70 e 80 conviveu com esse grande artista que integrou a banda Rádio Táxi, fez parte da banda da Rita Lee na melhor época da cantora e vinha fazendo um trabalho maravilhoso a frente de uma escola de música inédita no Brasil. Ele tinha 53 ou 54 anos, não sei ao certo. Foi prematuramente e deixou planos a serem realizados. Faz parte dessa vidona.

Então deixo aqui uma homenagem relembrando o muito que esse cara fez por aqui! O texto abaixo e a foto foram retirados do site "lágrima psicodélica" e é de autoria de Rogério Utrila.


"Wander Taffo, guitarrista paulistano do bairro da Pompéia, iniciou sua carreira em 1973 com a banda Memphis, tocando em bailes nos clubes de São Paulo, como Paulistano, Pinheiros e Círculo Militar. Nesta época, conviveu com a revolução musical e movimentos da Jovem Guarda, Tropicália e Beatles. Ainda na década de 70, após a banda Memphis, Taffo foi integrante das bandas Made in Brasil, Secos e Molhados, Joelho de Porco, Gang 90 e Rita Lee. Em 1980, iniciou seu trabalho na banda Rádio Taxi, que estourou nas rádios com vários sucessos. Paralelamente ao trabalho artístico, Taffo também dava aulas particulares de guitarra. Em 86, o guitarrista deixou o Rádio Táxi e partiu para um trabalho solo, gravando um disco em Los Angeles.

Nesta fase, Taffo iniciou o projeto de uma escola de música inédita no Brasil. Essa idéia surgiu pois Wander Taffo percebeu a carência que o músico brasileiro encontrava para um estudo sério e diferenciado. Em 1989, Wander lançou seu primeiro disco solo “Wander Taffo”, gravado em Los Angeles, que contou com a participação de Lobão, além de músicas de Lulu Santos e Herbert Vianna. O disco recebeu o Prêmio Sharp de Música na categoria “Revelação Pop Rock Masculino”. No ano seguinte, Wander foi escolhido pela crítica como o melhor guitarrista do Brasil. Em 1991, Wander Taffo formou a Banda Taffo e teve a oportunidade de apresentar seu novo disco “Rosa Branca” em shows em Nova York, no Limelight e no Cat Club, show que foi gravado pela MTV americana e transmitido para vários países.

Em julho de 1997, Taffo abriu o IG&T (Instituto de Guitarra e Tecnologia). Assim, paralisou seus projetos musicais, dedicando-se exclusivamente ao projeto. A escola unia alta tecnologia com centro de conveniência, totalmente inédita na América Latina. Em apenas 1 ano de funcionamento, o IG&T atingiu 1000 matrículas, garantindo o sucesso do projeto.A partir daí, Taffo abriu oportunidades a outros instrumentos. Seguindo os mesmos padrões do IG&T, em novembro de 99 o Instituto de Guitarra mudou para EM&T (Escola de Música e Tecnologia), no Jabaquara."


Para este ano ele planejava gravar seu novo disco solo.

Vai deixar saudades


sábado, 10 de maio de 2008

Marina Machado


Hoje acordei com vontade de ouvir Marina Machado!

Conheci o trabalho desta mineira através do trabalho "Pietá" de Milton Nascimento. Depois descobri que aquela versão com voz feminina de "Going to Califórnia" (conhecida pela interpretação do led Zeppelin) que tocava na Itapema FM era com ela...enfim...aí fui atrás e achei alguns CDs por aqui. Recomendo!

Dos que conheço o "6horas da tarde" é meu preferido. Um CD imprevisível...cada música um universo diferente!

Acabei de saber que tem coisa que não conheço rolando no myspace...lá vou eu...e deixo prá vcs um pedaço de letra de uma das músicas que adoro na interpretação dessa cantora maravilhosa!


"De dia penso o amo

E de noite quero te ver

De tarde me preparar

Prá você

Um dia prá conhecer

Uma vida prá entender

O tempo não apagou meu querer." (QUE DEIXOU PRÁ MIM-TELO BORGES)

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Ivete Sangalo, Nxzero e NaPIlha


Hoje o programa NaPilha, da TVCOM, mostrou uma entrevista exclusiva com Ivete Sangalo. Jordana Pires foi até Itajaí e falou com a moça. Vendo a entrevista na redação o comentário foi um só: como a Ivete é simpática!!!

E é mesmo. Nunca entrevistei ela, mas já tive a oportunidade de acompanhar alguns momentos de bastidores, como no Planeta Atlântida: aquele caminhão de gente atrás dela e ela super tranquila, atendendo a todos.

Uma vez perguntaram a ela sobre isso e ela respondeu: "quando se faz o que se gosta tudo vira prazer". Para Ivete, ser cantora não é uma missão árdua, pelo contrário, ela tem prazer e costuma dizer que "eu não trabalho, eu me divirto".

É um exemplo, é autêntica nas entrevistas, não tem frescura, fala o que tá afim. Ainda no Planeta enquanto dava entrevista a TVCOM, que transmite o evento ao vivo, perguntada sobre a roupa dela que parecia apertadíssima ela arrematou: "é muito apertada. Tanto que se eu ser um 'pum' não sei prá onde vai"...kkkkk..

Por isso sou fã dessa mulher. Não sou muito de axé, já curti mais, mas Ivete é Ivete!

Parabéns prá ela.



E falando em NaPilha olha só o recado da produção:

O negócio é o seguinte: na sexta-feira a banda paulista NXZero participa do programa. Os autores das duas melhores respostas para a pergunta "O que você faria para estar com o NXZero no Na Pilha?" vão participar do programa e ficar pertinho dos caras. Para concorrer é só mandar a frase como comentário no blog! Espalhe para seus amigos!


Quem é fã não pode perder essa....kkkkk o link do blog está ali do lado dessa página!!!

domingo, 4 de maio de 2008

Viva a liberdade!!!


Ontem foi o dia da Parada Gay em Flrianópolis. E por incrível que pareça ainda é preciso fazer barulho para acordar os adormecidos no preconceito.

Esta semana mesmo, nos bastidores da TVCOM tivemos um exemplo de como há os preconceituosos.

Nos bastidores do programa estudio 36 a produção presenciou uma situação curiosa prá não dizer revoltante. Um advogado, que por sinal faz parte da Academia Brasileira de Direitos Humanos, chegou para dar sua entrevista falando sobre um CD com gravações de paródias de sucesso que ele gravou. Quando chegou na recepção deu de cara com Selma Light, uma Drag Queen que este ano estava a frente da Parada Gay. Quando ele percebeu que daria entrevista no mesmo porgrama que Selma estava, simplesmente recolheu seu instrumento e foi embora. Não deu satisfação alguma a produção que quando percebeu a ausência ligou para a assessoria de imprensa do advogado. Do outro lado da linha veio a justificativa que ele não daria entrevista no mesmo programa que uma Drag estaria falando.

Inacreditável...

Eu, sinceramente, não consigo entender essa reação capaz de fazer uma pessoa abrir mão de divulgar seu próprio trabalho e ainda sair como um rato, escondidinho, sem falar nada, sem assumir e pior deixando na mão a produção que estava contando com ele para fechar o programa ao vivo.

Aliás, eu não entendo o preconceito.

De tudo isso, o que acho mais grave é um advogado com tamanho preconceito ainda fazer parte da Academia Brasileira de Direitos Humanos.

Faz parte dos direitos humanos a livre expressão.
Infelizmente o preconceito não só deste senhor que protagonizou este acontecimento: a legislação brasileira também precisa se atualizar e reconhecer os direitos dos homossexuais. Acredito que logo, logo isso deva acontecer.

Ninguém precisa sair por aí defendendo bandeira, mas respeito é fundamental!

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Um pouco de filosofia!


Acabei meu feriado assistindo "Quando Nietzsche Chorou".

Nas minhas aulas de filosofia sempre simpatizei com os escritos de Nietzche. O filme é uma história fictícia, mas baseada nos pensamentos dele, de Freud e por aí vai.

Um banho de filosofia.

Lindo e veio bem a calhar neste finalzinho de quinta chuvoso.

Deixo prá vocês um dos pensamentos do filme:

"Amamos desejar mais do que amamos o objeto do nosso desejo."

Não viu ainda? Vá ver...eu vou correndo comprar o livro...kkkk