sábado, 13 de fevereiro de 2010

A Ressurreição do Clube da Luta (????)

Não, o que aconteceu na célula nesta noite de sexta não foi a ressurreição do Clube da Luta, foi sim o surgimento de outro Clube da Luta. Esqueçam as regras antes impostas.

A noite abriu com a banda catarinense Tijuquera que entrou no palco mais tarde do que o previsto porque o público demorou a chegar na casa.
A banda, que repetiu o figurino das fraldas, apresentou o repertório com músicas próprias e covers e entre eles o fatídico "Pro Dia Nascer Feliz" de Cazuza ( esta junto a outras como Have you Ever Seen de Rain do Creedence e Olhos Coloridos de Sandra de Sá, fazem parte da minha lista de músicas "lugar comum" em se tratando de repertório cover). Para as músicas da banda, algumas com arranjos novos como Vista do canal que ficou muito bonita mas bem menos percussiva. Aliás senti muito a falta da percussão da banda, prá mim o tempero que diferencia a Tijuquera de outras bandas. Alexandre DaMaria não participou do show, provavelmente por motivos particulares, e fez falta a cozinha percussiva.

Depois da Tijuquera entrou VeraLoca, banda gaúcha. Levou um bom público que não se interessou em ver as bandas catarinenses, mas vibrou com a banda gaucha no palco. Eu não conhecia a banda e não me surpreendeu: é igual a tantas outras bandas gauchas. Rock tradicional gaucho, um vocal forte e covers no set list. As letras da banda ficam em refrões do tipo "Vou comer a madonna" ou "Desliga o ventilador eu quero te ver suadinha".
Na minha opinião o destaque ficou mesmo nos covers do AC/DC. Muito bem interpretados.
A banda tocou mais tempo do que normalmente as bandas do antigo Clube da Luta tocavam. Antes de encerrar disseram que tinha que sair do palco porque ainda tinha outra banda (???) e mandaram o que seriam seus bis. Tocaram duas. Sairam do palco de voltaram para mais duas.

Por fim entrou Aerocirco que fez um show pequeno pelo adiantado da hora com o atraso das duas primeiras bandas. Uma pena. Fizeram um repertório foda, com algumas músicas que geralmente não tocam. Agitou o público que resistiu. Mas muita gente que foi ver Aerocirco já tinha ido embora porque atrasou muito. Foi a única banda a não tocar cover e a realmente defender a bandeira da música autoral, mote principal do surgimento do Clube da Luta.
A noite musical encerrou com "Terapia Colorida", belíssima!

Falo que esse é um novo Clube da Luta, se insistirem nesse titulo, porque alguns shows foram longos demais para uma noite com 3 bandas.
Tanto Tijuquera quanto VeraLoca tocaram covers contrariando a primeira regra do verdadeiro Clube da luta "Você não toca músicas que não são suas" e porque não é mais um espaço só da música catarinense.
Nada contra ao intercâmbio e espero que não fique na troca só com as bandas gauchas, que venham bandas de outros Estados, mas acho que seria muito melhor adotarem o nome "Escute". Aí sim, faria sentido.

O que me espanta é que reclamam que as bandas gauchas sempre ganham mais espaço na mídia ou em eventos do que as bandas catarinenses e hoje foi exatamente isso que o Clube da Luta fez.  Logo o Clube da Luta Marcinho?????
Realmente não entendi!

Como também não entendi quando Marcinho subiu ao palco, xingou todas as rádios da capital, inclusive a rádio Udesc "que só toca bosta". Quer dizer, entendo  que as radios daqui tem sim que abrir mais espaço para a música local, mas se até o clube está abrindo mão deste espaço...realmente não dá prá entender!



É saudável o intercâmbio, adoro isso, mas com igualdade de espaço e respeito. E não foi o que aconteceu hoje, infelizmente. 

4 comentários:

Don Mattos disse...

O Marcinho é um fanfarrão!

Nas primeiras edições do clube da luta vinha caçoar do Tô Puto, então o único site que divulgava o evento, dizendo que ali era jogo de cumpadre, todo mundo só falava bem de todo mundo. Mas quando surgia alguma resenha criticando algum show da Tijuqueira ou do Andrey e a Baba, ou mesmo de qualquer outra banda do clube, ele ficava todo brabinho.

Enfim, muitos dos componentes do extinto clube da luta, são meramente panfletários, ainda que sejam os idealizadores da bagaça. Têm uma puta duma dor de cotovelo, um recalque do cão. Dia desses fui num churrasco onde se encontravam vários representantes das principais bandas do velho clube da luta, e boa parte deles com uma inveja desgraçada da Aerocirco, meio que insinuando um jaba pelo fato de eles estarem tocando no palco principal do Planeta Atlântida, e sugerindo que eles aceitarem tocar lá, enquanto as outras bandas não tocaram, era praticamente uma traição ao movimento.

Cara, tá na hora de parar com essa palhaçada. Tem banda que demorou para acabar. Deviam fazer como a Primavera nos Dentes, que acabou no ápice, e até hoje todo mundo sente saudade.

O primeiro ano do clube e boa parte do segundo, foi muito legal, depois virou um tédio modorrento do caralho.

Que arrebentem as boas e esforaçadas bandas, aquelas que ao invés de reclamar da vida, do sistema, da alca e do fmi, arregaçam as mangas e vão à luta de fato, com ou sem clube.

Fodam-se todas as outras!

E tenho dito!

Mau pra caralho!

Ligia Gastaldi disse...

Cara ... tu és o Mário!!!!!
kkkkkkkkkkkkkkk

Ulysses Dutra disse...

Meu querido David

Quando fazes acusações assim à torto e a direito é bom dar nomes para não ficar queimando o filme alheio. Isso é calúnia. Essa generalização tola deixa margem à especulação e não contribói com nada.

Ainda mais no cenário local, cheio de gente despreparada e desinformada.

Não endosso a atitude do Marcinho na referida noite, bem tola na minha opinião, mas sei que quem realmente é e trabalha no Clube da Luta está muito feliz com os êxitos mais que merecidos da Aerocirco.

abraços

Camyli Alessandra disse...

então ...
reclamações e falhas SEMPRE vai ter eidéias que estavam dando certo como o CLUBE DA LUTA jamais deveriam deixar de existir (conheço bem pouco o Clube é verdade, e foram poucas as bandas que eu realmente curto ... )
um dos erros foi por uma banda do RS sem nenhuma noção do que poderia ser o clube da luta vi pessoas e comentarios "inocentes" que poderiam ter sido evitados e isso acontece direto não somente na sexta.
Pareceu falta de organização fazendo os "pagantes" se sentirem lesados por quererem assistir VERA LOCA ou alguem ainda é inocente em dizer que meia duzia á mais que estava lá queria assistir Tijuquera e Aerocirco ???