domingo, 16 de janeiro de 2011

Planeta em SC

Foi mais um fim de semana de Planeta Atlântida!!!
E toda vez que um planeta acontece eu entro em contato com mundos musicais muito diferentes, afinal, por ser um festival de música, o Planeta acaba unindo vários estilos.
Não gosto de todos e este ano quando divulgaram a lista de atrações só simpatizei com duas: Nando reis e Monobloco! Reflexo da idade rsrsrs: a gente vai envelhecendo e ficando meio fora de sintonia do que encanta essa nova geração colorida, universitária e afins... mas respeito.
Dos shows nacionais gostei muito do Monobloco (só dispensaria a parte de repertório com músicas de canarval tipo (...)ô coisinha tão bonitinha do pai (...), amei Nando Reis. Minha espectativa estava certa!! Mas reconheço que o sertanejo universitário agita a galera, o Restart fez mais do que eu esperava e o Charlie Brown Jr tem que vir sempre mesmo porque o Chorão é o "pastor" do planeta. Não vi ninguém, (nem a "sensação" do momento Luan Santana) dominar tão bem uma plateia. Foi o show mais cheio, mais vibrante e que mais envolveu a plateia. Não sou fã mas há que se reconhecer que o Chorão tem o poder!
Agora, o Planeta em SC precisa reconhecer os talentos da terra e abrir mais espaço para SC.
Particularmente, não gostei da versão dois em um: duas bandas dividindo um show.
Dazaranha merece um show inteiro só pra ela e em horário decente, lá pelas 23 hr ou meia noite. A banda tem público pra isso. Não perde em nada pra uma Chimarruts, por exemplo. Tá na hora de reconhecer isso!
Nego Joe merecia um show inteiro. Iriê merecia um show inteiro.
É uma barrerira a ser quebrada pelo evento.
No mais é isso: mistureba de estilos, gostos e público! E salve a diversidade!

Um comentário:

Ulysses Dutra disse...

Sábias palavras Lígia! Daza merece ser headliner em horário nobre faz tempo. Um abraço