sábado, 5 de junho de 2010

Exile Main St. em edição de luxo!!!!!

Acabei de assistir ao documentário "Exile on Main St." dos Stones.  Simplesmente foda!!!
Sempre tive um amor especial por este disco, não há nele os maiores sucessos dos Stones, mas sempre gostei muito. Tanto que tenho em minha casa um quadro com a capa do trabalho.
Hoje vendo o documentário percebi que realmente aquele trabalho tem um tom especial.
A maior parte do trabalho foi gravada no porão da Villa Nellcôte, uma mansão alugada por Keith Richards, no sul da França.
Eles resolveram sair da Inglaterra por causa dos impostos e afins e se isolaram num lugar onde poucos conheciam eles.
Num ritmo de comunidade e a base de muitas drogas tocavam a qualquer hora do dia e da noite.
Aí que fui entender o por que desse trabalho sempre ter me passado uma sensação particular...um ar meio jogado... prá mim um dos melhores trabalhos dos Stones. Ali tem músicas que amo como "Sweet Virgínia", "Shine a light", "Torn & Frayed", "Sweet Black Angel", "Let It Loose" !!!
Junto com o documentário está sendo lançada uma edição de luxo do "Exile" com mais 10 músicas que não chegaram a ser lançadas na época.
O produtor Don Was foi chamado por Jagger que segundo reportagem na Rolling Stone, exitou um pouco quando a Universal Discos sugeriu o relançamento. Ele achou que a banda já tivesse usado no álbum duplo tudo o que havia sido composto na época. Mas ele mesmo se surpreendeu:"Pesquisei os arquivos e desenterrei muitas coisas. Adicionei algumas percussões e vocais. Keith colocou a guitarra em uma ou duas faixas."
Para Was, que é responsável pela produção dos álbuns do Stones desde "Voodoo Lounge", foi um presente e tanto: "Eu ouvia uma jam de blues, de repente havia uma versão de Wild Horses com apenas Mick, Keith e uma orquestra de cordas." Imagina o tesouro!!!!
Keith Richards contou que não quis mexer muito nas canções. "Eu realmente queria deixar as faixas da mesma forma que eram. Elas ainda têm aquele ótimo som de porão".
As fitas encontradas estavam desorganizadas e tinham vários trabalhos misturados. Bem que podiam recuperar todas essas versões...
O documentário reune imagens da época que nem os Stones lembravam e depoimentos da época e recentes.
Coisa boa que recuperaram essa parte da história!!!
Um presente prá quem curte Rolling Stones.

Um comentário:

Guilherme disse...

O documentário fez com que os mistérios por trás de um dos melhores discos de rock da história fossem revelados. Primeira vez que visito o blog, muito bacana e bem escrevito. parabéns!