quinta-feira, 25 de abril de 2013

Somos Tão Jovens!!!!




Ontem fui a convite do Cinemark e Floripa Shopping assistir a pré-estreia do filme "Somos Tão Jovens".
Florianópolis foi uma das 8 cidades brasileiras escolhidas para ter ume pré-estreia simultânea, com direito a transmissão ao vivo do tapete vermelho pelo Tele Cine. E a escolha de Floripa, com certeza, aconteceu porque o filme tem uma bela mão catarinense. Já explico! Vamos ao filme!!!


Olha...assistir ao filme foi uma bela viagem ao tempo, ao meu tempo!

Minha nossa, estavam ali as fitas cassetes, as festinhas de turminhas, os encontros em casa para ouvir música, a revista Pipoca Moderna, a fase de tantas descobertas. Quem estava perto de mim me ouviu dizer: minha nossa eu tinha isso, gente eu assinava essa revista...caraca... rsrsrsrs
Mas o maior presente do filme é fazer a gente conhecer a história de Renato Russo antes da fama, como tudo começou. A história do "Aborto Elétrico", a primeira banda de Renato.


O filme conta a historia de Renato quando ainda nem era músico. Revela o clima que vivia Brasília entre os anos de 1976 a 1982. Com muitas bandas surgindo, músicos tocando aqui e ali mudando de banda, de turma.
Conta como surgiram músicas como "Veraneio Vascaina", "Geração Coca Cola", "Eduardo e Mônica", "Ainda é Cedo", "Que pais é este". Como a "Aborto Elétrico" deu origem as bandas Legião Urbana e Capital Inicial.

Eu sempre fui fã do Legião pelas letras de Renato. Incríveis...desde as letras de choque de realidade como geração "Coca cola" e "Que país é este" como as que falam de amor e vida...ele era Mestre!

O filme mostra as inspirações, as inquietações. Tem pitadas de humor, tem tensão, brigas entre amigos. Tem a personalidade forte de Renato que adotou o nome Russo em homenagem a filófosos que ele admirava.

Pra quem curte Legião o filme é obrigatório, mas para quem nunca curtiu muito, ou teve pouco contato o filme também vale à pena.

                                         O ator Thiago Mendonça transformado em Renato.

A semelhança do ator Thiago Mendonça com Renato é assustadora. O cara não só ficou a cara do Renato como também tem o mesmo timbre de voz...impressionante.

                           Foto da época reproduzida com os atores: semelhança incrível em cada um!

E neste quesito "atores fieis em aparência com personagens reais " o filme é um dos melhores que vi: Tirando o Dado que foi interpretado pelo próprio filho e aí até se explica a semelhança, a produção foi muito feliz em buscar pessoas semelhantes. O ator que faz Herbet Vianna é igual, o mesmo com Dinho, muito bom!


Vale aqui destacar a direção musical do catarinense Carlos Trilha. Trilha esteve ao lado de Renato nos últimos anos de vida do cantor e compositor. Gravou, dirigiu os últimos trabalhos de Renato, ou seja, é um profundo conhecedor. E no filme conseguiu dar alma musical. Todas as músicas, as performances ao vivo que aparecem no filme foram gravadas pelos atores. O próprio diretor do filme, Antônio Carlos da Fontoura, em entrevista antes no tapete vermelho falou: "o filme só teve essa qualidade musical graças ao trabalho de Carlos Trilha". E realmente tá lindo!

Acho que o maior mérito do roteiro foi justamente não contar a historia que todos sabem e sim revelar a base de tudo aquilo que quem curtiu a Legião viveu.
Muito bom!

Recomendo muito.
O filme estreia dia 3 de maio nos cinemas...corre lá!

Mas por enquanto...olha o Trailer!

http://www.youtube.com/watch?v=xa3izIueaE4


Nenhum comentário: