quarta-feira, 27 de abril de 2011

A Antropóloga - filme catarinense estreia esta semana nos cinemas!

Está chegando aos cinemas o mais novo filme catarinense: A Antropóloga, de Zeca Nunes Pires.


Zeca levou 9 anos, desde que ganhou o edital da cinemateca catarinense, para colocar o filme na telona. Atraso no pagamento do edital, troca de governos, desrespeito a nossa produção cultural, transformou a execução do filme em uma verdadeira saga. Mas para quem pensou que Zeca desistiria, está aí a prova de que persistência é tudo. O filme está pronto!


Não sou nenhuma grande cinéfila para analisar os detalhes dos detalhes do filme, mas como público e fã de cinema gostei muito do que vi.
Adoro os contos das bruxas da ilha e acredito que muita coisa se explica por elas então, amei a historia do filme. Uma antropologa, Malu (Larissa Bracher), que vem da ilha de açores para a costa da lagoa estudar as ervas e o uso delas na cura de doenças. Na costa, durante seus estudos, Malu conhece pessoas e se depara com fatos que desafiam seus sentimentos e sua lógica. A grande sacada do filme foi mesclar depoimentos reais de moradores antigos com a ficção. Zeca, na época em que o filme estava sendo rodado, me explicou em uma das materias que fiz para a RBS sobre os bastidores do filme, que ele e Larissa chegavam de surpresa e iam perguntando, sem muito preparo para não tirar a espontâneidade dos entrevistados. E deu certo.


Uma bela fotografia e uma historia intrigante. Vale a pena conferir!
Na pré estreia, uma lotação inesperada fez o Cinesystem ter que abrir outra sala para exibição. Foi sucesso...até as bruxas se fizeram presentes: nesta segunda sala, depois de uns 15, 20 minutos de exibição, o filme começou a aparecer de cabeça para baixo na tela. A sessão teve que ser interrompida. Nos explicaram que na montagem, parte do filme foi colocado de cabeça para baixo e como a fita não havia sido conferida, acabou surpreendendo a todos: coisa de bruxa né rsrsrs...
Mas em alguns minutos o problema foi resolvido e tudo ficou certo.

O filme entra em cartaz nesta sexta feira, dia 29 de abril. Recomendo. É nossa cultura ali, na telona!!!!
Parabéns Zeca Pires e toda sua equipe.

Ficha técnica:
Direção: Zeca Nunes Pires

Produção: Guel Cáceres - Zeca Nunes Pires

Produção executiva - Maria Emilia de Azevedo

Direção de fotografia - Charles Cesconetto

Direção de arte - Cristiano Amaral

Direção de produção - Henrique Tobal Neto

Edição de som e som direto - Léo Gomes

Montagem - Giba Assis Brasil

Preparação do elenco - Celso Nunes

Música - Silvia Beraldo

Efeitos Sonoros e Musicais - Flávio Guerra

Argumento original - Tabajara Ruas

Roteiro - Tânia Lamarca - Sandra Nebelung

Cenografia - Julia Amaral

Figurino - Lou Hamad

Produção de objetos - Macé Di Bernardi

Make up - Antônia de Oliveira

Still - Lúcio Flávio Giovanella - Cláudio Silva da Silva

Elétrica - Catanha

Maquinaria - Orlando Baptiston

Coreografia - Bia Nattar

1º Assistente de direção - Ricardo Weschenfelder

2º Assistente de direção - Maria Emilia de Azevedo

Preparadora da atriz mirin - Lelette Couto

Continuísta - Tatiana Lee

domingo, 17 de abril de 2011

Reabertura da Céllula Cultural e a volta do Clube da Luta

Mais um momento histórico para a música catarinense!
Foi isso que aconteceu na noite de reabertura da Célula Cultural com o anuncio da volta do Clube da Luta!!!!


A CÉLULA REFORMADA
Sim, o espaço foi todo reformado e o toque da arquiteta Ana Luisa Trevisan fez toda a diferença. Um lounge foi criado no espaço da frente e a parede ganhou um vidro enorme o que dá a visão, para quem está dentro, do que acontece lá fora. Mesas em banquetas para quem quer sentar e saborear uma bela cerveja importada encontrada no bar idealizado por Márcio Costa.
E agora a célula é versão estendida em definitivo. Perto do palco outro bar com as bebidas nacionais. O palco maior e mais alto dá destaque ao que a célula sempre teve de melhor: música de qualidade!
Bruno Tristão se associou a Marcio Costa e a casa virou point para grandes shows que começam a acontecer lá. Isso é muito bom!!!! Sorte e sucesso a todos que estão a frente desse espaço sagrado para nossa música.


A VOLTA DO CLUBE DA LUTA
Abrindo a noite ontem, a exibição do documentário ESCUTE que conta a história do Clube da Luta e como bem definiu Marcos Espíndola "tentaram acabar com o clube da luta, mas não conseguiram. A marca é muito forte pra isso". E é mesmo!!!
No documentário, do qual me sinto honrada de ter feito parte, a história dessa grande atitude de um grupo de músicos locais que cansados de ouvir um sonoro "não" à música autoral em bares com música ao vivo resolveram criar sua própria festa. O Clube cresceu e ganhou uma casa como lar: a Célula Cultural.
Muitas bandas cresceram com o clube. A inciativa deu gás para o surgimento de outras e assim foi por bons anos. E como tudo tem seu tempo de dormência, o Clube também dormiu e deixou a gente numa sonolência danada...até que resolveu dispertar e que bom!!!
Ontem, na festa de reabertura, aquele clima do Clube esteve de volta. Foi noite pra encontrar muita gente que há tempos não achava um bom motivo para sair de casa. Galinácio me falou "Hoje saí da bolha para comemorar e já estou pensando em formar uma nova banda para tocar no Clube". Galinácio fazia parte da banda Kratera uma das bandas que acabaram nesse periodo entre o pseudo fim do clube e a retomada. Outras bandas deixaram saudades como Aerocirco. Torço que agora apareçam outras e outras e que quem gosta de ouvir música autoral sempre tenha um bom motivo para sair de casa e conhecer novos trabalhos.


O show que abriu a noite de música ao vivo foi com o "clube da Luta All Stars".


Marcio Costa no baixo, Luciano Bilu na guitarra, Mauricio Peixoto na guitarra e voz, André Guesser na bateria, Carlos Trilha nos teclados e Izabela e Andrey nos vocais fizeram um belo passeio pelas composições das bandas que fizeram parte da primeira fase do clube! Amei!!!!


Depois a noite seguiu com Love Trio, U-Roy mas eu fiquei lá fora matando a saudade da galera.
Foi uma noite especial.
Parabéns a todos da organização e aos nossos queridos músicos...é isso aí..vamo que vamo!!!!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Izabela Soares e seu Tempero Brejeiro

A quarta feira foi para reencontrar Izabela Soares, e toda sua musicalidade!



Eu conheci Izabela com a banda Maldasaria e depois com a banda Tijuquera (ela gravou vocais com a banda) e na primeira vez que a vi já me chamou a atenção a voz dessa catarinense. Linda!
Na trajetória músical na ilha, Izabela ainda fez parte da banda Feijoada Completa (samba), cantou forró com a banda Caieira, fez parte da Polyphonia Khoros, coro de câmera e ainda da Cantus Firmus com música medieval e renascentista. Uma versatilidade de quem tem uma voz privilegiada.
Mas me arrisco a dizer que a paixão dela mesmo é pelo samba e marchinhas de carnaval. A vi cantando esse repertório em vários carnavais no sítio do "Tio Amaro", do Gente da Terra.
Agora, com 15 anos de carreira e depois de uma temporada morando em Paris, Izabela volta a ilha para lançar seu primeiro CD: "Tempero Brejeiro".



As composições são assinadas por Amaro da Costa (O Tio Amaro) e Luiz Teixeira. O CD é uma obra prima para quem curte samba, marchinhas e canções.



Uma prévia do lançamento do CD foi realizada no café da Corte, em São José. E reuniu amigos, parentes e os músicos que acompanharam Izabela nesse primeiro registro, além de fãs como eu!!!





A noite contou com canjas de amigos e um repertório que lembrou as noitadas de samba nos bares e no sítio do Tio Amaro.



Em breve Izabela volta para fazer um show de lançamento, provavelmente na Célula Cultural, que está passando por reformas e vai voltar com tudo para a minha alegria! Aliás, foi na Célula, que Izabela gravou um DVD que ainda será lançado. Expectativa em ver esse trabalho!!!!



Obrigada a minha grande parceira e grande fã de samba, Lisandra! Foi uma bela noite de música no Café da Corte que está se consolidando como o melhor espaço de música brasileira na grande Florianópolis!