sábado, 19 de setembro de 2009

E O Clube da Luta morreu...


Foi o enterro mais alto astral que já fui na minha vida! (e aviso aos amigos: quero um enterro assim prá mim! uhuuu).
Super festa com cerca de 700 pessoas lotando a célula...e só não teve mais porque à certa altura a organização encerrou a venda de ingressos. O local já estava abarrotado. Muita gente ficou de fora...e como!
A noite abriu com Dudu Filetti (voz e violão) e DaMaria(percussão). Simplesmente maravilhoso. O Dudu é algo inesplicável...como canta!!! Tá louco, dá até raiva rsrsrs...Cantou músicas catarinenses em versões acústicas como "Nossa Barulheira" (Dazaranha) e "Incontrolável" (Aerocirco), além de uma inédita do Moriel Costa. Della, vocalista da Aerocirco, fez uma participação com o Duo...foi uma belíssima recepção. Só mesmo o Clube para conseguir a versão acústica do Dudu.
Depois começou o desfile de bandas. Cada uma com direito a tocar 3 músicas. A mudança de uma banda para outra foi surpreendentemente rápida. Começou com Tijuquera, Maltines, Coletivo Operante, Missiva e Aerocirco e nesta hora a frente do palco ficou um lugar sufocante. Foi a Aerocirco começar que o público enlouqueceu...que bonito ver isso! Depois a loucura continuou com Da Caverna, Os berbigão, Sociedade Soul, Luciano Bilu, Andrey e a Baba(com participação de Emília Carmona) e muito mais...até chegar a Samambaia quando vários músicos invadiram o palco e fizeram um "the end" fantástico...eta ferro!
Foi o fim digno de uma das mais importantes ações em prol da música catarinense.
E digo que tão sábio quanto ter começado essa movimentação foi ter tomado a decisão de amadurecer: encerrar esta etapa e começar outra.
Sempre vai ter aquele cara que sempre vai ver a metade do copo vazio, sabe aquela história do copo né? Pois é...para quem sempre vê a metade vazia acaba morrendo de sede sem se tocar que tem água ali para matar sua sede. Mas enfim... isso também faz parte.
O Clube foi uma iniciativa entre amigos, cresceu e não tinha como abraçar todas as bandas que bateram a porta quando a inciativa já dava resultados. Foi UMA inciativa e podem vir outras, de grupos diferentes etc...etc... muito já se falou sobre o Clube, muito já se criticou e isso só acontece quando se consegue visibilidade, do contrário ninguém falaria.
As bandas que pegaram junto e focaram no real objetivo conseguiram crescer, conquistar outros públicos e hoje estão acima do Clube. Que venham outras iniciativas.
Agora a célula vai continuar sendo sede das bandas catarinenses que sob o selo "ESCUTE" vão promover festas e reunir os trabalhos para apreciação do público. Mexam-se e façam valer seu talento.
O "Clube da Luta" já entrou para a história da musica catarinense como uma inciativa vencedora.
E vale aqui ressaltar o esforço de todos os músicos e bandas que fizeram parte. Destaco aqui o Marcinho que sempre esteve à frente do Clube e no fim junto com Paula Borges e sua Harmônica organizaram este belíssimo enterro!!! E viva a música catarinense!!!!!!

Um comentário:

Ana Corina disse...

Adorei o post. Não consegui ir...
:-(

Côsatola pra ti: http://www.anacorina.com.br/2009/09/mea-culpa.html

Beijo