quarta-feira, 23 de abril de 2008

Inquietação!

Esse é o sentimento que tenho toda vez que ouço falar: "fecharam tal bar por falta de alvará".
Por ser frequentadora assídua de bares com música ao vivo, já presenciei algumas ações que confesso: não consigo entender! Como, por exemplo, fechar um bar minutos antes de um grande show.
Estou falando sobre isso aqui porque no último sábado, mais uma vez, fecharam um estabelecimento em Floripa momentos antes de começar um show nacional: Célula Cultural.
O que eu me pergunto é: se está irregular por que deixam abrir? Se deixam abrir porque deixam funcionar noites e noites seguidas e justamente naquela que tem show nacional vão lá e fecham?
Quem não lembra da situação na Lagoa neste verão?
Esperaram o verão chegar para determinar que os bares lá não tinham licença para funcionar. Como assim? Anos e anos a fio TODOS funcionaram sem problemas. "Ahhh...mas agora vamos moralizar." Ok. Mas como exigir de bares instalados no centrinho um recuo de 6 metros da calçada, estacionamentos próprios para clientes se não há espaço no local? Vão derrubar tudo e fechar o centrinho?
Querem silêncio? Numa ilha turística com o verão bombando? Não querem confusão no trânsito? Fechem as praias então. Duvido que haja alguém que curta praia que não tenha pego um engarrafamento neste verão.
É incoerente essa ação toda. Por duas noites presenciei apagões na lagoa por mais de 4 horas...tudo escuro e nenhum polciamento no local. E os impostos, são pagos prá que?
Determianram a derrubada do Bar do Chico no Campeche por estar em área de preservação: ok, mas por que só o bar do Chico? E os outros estabelecimentos que estão em área de preservação, muitos deles alvo da ação da Polícia Federal na chamada operação "Moeda Verde", por que não derrubam esses estabelecimentos também? Porque estão constituídos, em pleno funcionamento? E o Bar do Chico também não está constituído?
Concordo que temos que seguir as recomendações, temos que ter ordem na bagaça. Mas me incomoda profundamente o fato de tratarem os empresários da noite como pessoas do mal, que querem infringir a lei. Não é bem assim não. Em vários casos acompanhei a batalha que é correr atrás de todas as licenças, alvarás e o escambau. E sempre tem aquela história: enquanto não vem o alvará permanente pode funcionar com o provisório, mas esse provisório deixa de valer quando bem entendem as autoridades.
Vamos fazer certo? Vamos!!!
Vamos ser claros e honestos e vamos pensar que quanto mais casas com shows, mais opções, mais formação de público, mais dinheiro para os impostos, mais vida cultural, mais qualidade de vida!
Se é para moralizar então vamos moralizar mas atenção autoridades: sejam claras e transparentes, sejam parceiros para que todos possam sair ganhando.
Duvido que os empresários não queira agir dentro da lei. Mas que a lei valha prá todos!!!

PS: prá quem quiser se informar do que está rolando na ultima ação da polícia que fechou a Célula Cultural vai lá no Blog do Marquinhos e dá uma "ixpiada"!!! O Link está ali do lado ó!

Um comentário:

Fabiano Marques disse...

A gente até imagina o que acontece. Até imagina.