domingo, 18 de novembro de 2012

Joss Stone em Floripa!


Joss Stone passou por Floripa e deixou um rastro de musicalidade inigualável!


Quem foi ao show e gosta de música na veia saiu de lá extasiado... eu me senti assim.


Fiquei vidrada desde que ela colocou os pés no palco. Linda, leve e musical!


Pés descalços, um vestido longo azul estampado, cabelos louros soltos...


Joss é uma jovem que transpira música e saúde...e quem disse que pra ser grande musicista precisa sofrer com bebida e drogas? Não, com ela a receita é outra.


Uma cantora com uma voz marcante, linda e que lembra grandes cantoras negras...aliás a banda dela também tem o swingue negro!!! E que swingue, que peso!


Músicos certeiros e um trio de backing vocals que fez um show à parte. Simplesmente divino.


No show Joss se baseou no repertório do ultimo CD "The Soul Sessions Vol.2", mas ela cantou músicas de todos os seus trabalhos e vê-la cantando "Landlord"   em voz e violão, foi um dos momentos que mais gostei.



O que mais me encantou é que ela não faz tipo de linda mulher. Seu figurino a deixa a vontade, não faz trocas de roupa...ela simplesmente canta e sente a música.


Vibra com a banda, acompanha cada movimento da música . É isso...ela está ali para mostrar seu trabalho como musicista competente que é.


Lida com a beleza de forma sensual, mas a maior atenção ela faz questão que seja para a música dela.

 
 

Uma presença alegre no palco.



Já gostava do trabalho dela, agora estou encantada!
Salve Joss!!!!



Os pontos negativos da noite nada tem a ver com o show em si:
Primeiro: atraso de 50 minutos para o início do show  porque a casa pediu para segurar o início do show, afinal, havia gente para entrar. Postura, na minha opinião, errada que desrespeita quem é pontual e em nada educa para os próximos. Ô mania de chegar em cima da hora essa do brasileiro. Às 23 horas, horario marcado pela produção como "inicio impreterível" do show, o local já estava cheio...e foi preciso esperar as vaias do público presente para que o show começasse. Lamentável.
Segundo: pagar R$30 para estacionar seu carro na lama também é falta de respeito com o público. Acho que já deu tempo para melhorarem aquele espaço né?
Terceiro: vender bebida quente para uma casa daquele porte também é incompreensível.
Em contrapartida, o atendimento dos funcionários é ótimo. Pessoas bem humoradas te atendendo com sorriso.
Só falta profissionalizar ... e Music Stage Park merece isso...vamos respeitar quem chega no horário certo????

Um comentário:

Carol disse...

Olá,
só para esclarecer uma coisinha... não acredito que o atraso seja por conta do pessoal que estava para chegar, pois passei a tarde com o pessoal da banda e meia noite, ou "midnight" como o James falou, foi o horário que foi passado para eles tocarem. Então quer dizer, desde cedo eles já estavam sabendo que seria meia noite, o erro foi terem divulgado onze horas.
A banda também não gostou muito desse horário, comentaram conosco "Nossa, meia noite é ruim, não?"
Mas é isso, só para esclarecer mesmo!
O show foi demais :)) e adorei as fotos!