terça-feira, 27 de março de 2012

A Maratona Cultural De Florianópolis

E mais uma Maratona Cultural aconteceu...e mais uma vez confirmou o que sempre falo: acesso à cultura é um direito, é cidadania!

                                 O público no samba da maratona no Mercado Público

Foram 36 horas de uma programação cultural que valorizou os artistas locais. A maratona foi a 30 pontos da cidade e apresentou mais de 220 produtos culturais comandados por 680 artistas.
É, sem dúvida, o maior evento cultural da capital catarinense.
                    Música erudita no Palácio Cruz e Souza

E olha, é preciso preparo para aproveitar tudo. Desta vez me organizei melhor e pude ver vários espetáculos acontecendo em pontos diferentes da cidade. Programação na mão, fiz um roteiro e é assim que a gente aproveita melhor um evento que faz a cidade respirar cultura.

                                                           A preparaçao da artista

Em vários momentos tive o prazer de esclarecer a quem me perguntava: sim estes artistas são daqui!
Foi assim enquanto assistia a Traço Cia de Teatro e sua peça "Estardalhaço" no parque de coqueiros. Uma senhora admirada me perguntou: eles são daqui? Simmmm, eles são daqui.

                                                               Traço Cia de Teatro

Cria da casa como tantos outros que fizeram a cidade se movimentar em vários ritmos e se comunicar em tantas linguagens diferentes quanto a arte pode protagonizar!

                                                            Dazaranha no palco!
O show da banda Dazaranha também foi um dos pontos altos, carregando uma multidão que se emocionou e tietou nossos artistas.

                                              Sardines no palco com Mauricio Peixoto

Fábio Della voltou a sua cidade e apresentou sua nova banda, Sardines, com músicos mineiros. Bom ver as músicas da Aerocirco agitando a turminha que pode ver Della e Mauricio Peixoto juntos novamente no palco.

                                   Luciano martins pintando ao vivo e distribuindo desenhos

E tantos outros shows locais...a competência da Marujo Cogumelo, de Xanxerê (oeste do Estado), da Reino Fungi de Joinville. Sim, desta vez a maratona também trouxe artistas de outras partes do Estado para a capital e a ideia é levar a Maratona para outras cidades catarinenses e que assim seja!

                                                 Andrey e a Baba no palco da Célula

Outros ponto positivo da maratona é a qualidade dos espetáculos nacionais. Abrir mão dos espetáculos de massa e investir no conceito é uma coragem do evento.
Quem esteve no Largo da Catedral, na noite de abertura da Maratona, viu um espetáculo lindo de teatro vindo de Natal. A Clowns de Shakespeare, apresentou "Sua Incelença, Ricardo III".

                             Com Edgard Scandurra que além de tocar prestigiou a noite na Celula

Na Escadaria do Rosário, Edgard Scandurra comandou um belíssimo espetáculo que deixou o público hipnotizado.

                                      Com Lenine ... exemplo de artista, um doce de pessoa
            
No encerramento, na beira mar, Lenine fez um show de música pura. Com um som 5.1 que fez a diferença, produzindo efeitos que fez a gente passear por todos os cantos daquele público todo.
Lindo!

                                  Público esperando a vez para entrar na Celula Cultural

O público mais uma vez compareceu, lotou os espaços e aí claro, houve reclamação de quem não conseguiu entrar em teatros ou espaços musicais fechados. Mas é preciso limite, organização e aí quem chegou cedo garantiu seu direito e não tem como ser diferente: os espaços tem capacidade definida que deve ser respeitada pela própria segurança do público. A Célula Cultural lotou tanto no sábado à noite como no domingo à tarde. Muita gente ficou do lado de fora esperando uma chance de entrar. No teatro da UFSC, no TAC também muita gente ficou de fora, prova do sucesso do evento.
No teatro Pedro Ivo, muitos se exaltaram diante da lotação para ver a Escola do teatro Bolshoi. Prova de que é preciso aumentar nossos espaços, ter de volta o teatro do CIC. 
Acredito que, de todos os papeis que a Maratona cumpre, o principal, é dar ao público a possibilidade de se reconhecer na cultura e de criar o hábito e assim exigir mais acesso, mais espaço, mais artistas nossos nestes espaços.

                                         Com "Burn" no lançamento do doc. Bolachas no CIC
Foi bonito ver a cidade dizendo "sim" a um evento grandioso que, pela mais uma vez, valoriza vários setores da cultura feita aqui.

                                                  Público no show da Sardines em Coqueiros!

Parabéns a Harmônica pela execução brilhante. Centenas de profissionais dedicados que atenderam muito bem ao público.
Parabéns ao ex- secretário Cesar Souza Jr por acreditar e transformar a maratona em realidade.

                                                          Célula Cultural
Agora é torcer para que a maratona vá para outras cidades do Estado e que NUNCA mais saia do calendário da capital catarinense!

Nenhum comentário: