sábado, 26 de fevereiro de 2011

Djavan com show Ária em Florianópolis

Djavan trouxe seu novo show a Floripa: Ária!
O local foi a Venice, nova casa noturna na SC 401 que agora, prontinha, se tornou mais um belo espaço para shows. Com mesas, pista e camarotes tem capacidade para cerca de 2mil pessoas e um estacionamento enorme. Só precisa o público aprender a se comportar mas isso falo em seguida.

O SHOW

Djavan apareceu de terno e gravata em sua versão social. Com uma banda maravilhosa mesclou músicas antigas, grandes sucessos e algumas do seu ultimo CD "ÁRIA" que é um CD de intérprete.


Segundo ele a ideia de gravar um CD interpretando músicas de sua memória afetiva  é uma homenagem ao começo de sua carreira ,que completa 35 anos, quando era crooner. A Música "sabes mentir" por exemplo, ele conheceu através da mãe dele que era fã de Angela Maria. Gravou também o clássico do Frank Sinatra "fly me to the moon". Tem ainda "palco" e outras belas cancções que marcaram a vida deste grande cara da nossa música.
Eu, particularmente, prefiro Djavan cantando suas próprias músicas. Mas aquela voz é "aquela voz" né. Fica bem em todas as músicas.
E logo no começo do show lascou "lambada de serpente" que adoro. Depois teve "flor de lis", "faltando um pedaço", "samurai" e muitas outras...além de algumas músicas gravadas no "Ária".

Marcos Suzano na bateria e percussão foi um show à parte. Sou fã dele.


E djavan envelhece mas sua voz continua lá, linda!
Está mais solto, dançando, envolvendo toda a plateia.


Teve os momentos com seu banquinho e violão também.


Um show lindo!!!!


HORA DO XINGAMENTO
Fiquei muito irritada durante o show. Definitivamente, o público em Floripa ainda não sabe se comportar em shows fora de teatro. Casas como o Floripa Music Hall e a Venice, permitem que o público fique em mesas, camarotes e aí tudo vira festa. Gal Costa no show no Floripa Music Hall, chegou a parar e pedir silêncio o que não adiantou muito. Também vi Maria Gadu no Floripa e foi a mesma merda.
Parece que é assim; "ó hj tem show do Djavan na Venice. - Mas quem é Djavan? -Nãos ei, mas vai ser uma noite concorrida, vamos lá marcar presença" é a única explicação que vejo paras as pessoas ficarem rindo alto, berrando, fazendo palhaçada durante uma música como "faltando um pedaço". Falta de educação e de respeito com quem vai lá pela música. 
Tinha um camarote com várias pessoas conhecidas no meio político e social  que se vc perguntar que músicas ele cantou não vão saber, acho que nem vão lembrar como o artista estava vestido.
Teve um momento que Djavan estava "tentando" explicar o processo de escolha das músicas do novo trabalho que várias pessoas chegaram a pedir para que os festivos calassem a boca. Mas nada adiantou.
Que coisa!
Sei que tem uma boa dose de chatice da minha parte, mas prá que ir num show de música se não para ver e "ouvir" o show? Enfim... isso não deve mudar tão cedo porque é uma questão de educação.
Por isso lamento muito que não tenhamos um teatro decente na capital para receber um show desse porte. Vergonha alheia desses governos que não fazem NADA pela nossa cultura.

Obs: as fotos são da minha amiga Maria Rosa de Souza

6 comentários:

Rodrigo Fortes disse...

Tanta coisa que falta para Florianópolis. Educação é uma delas.

Nete Souza disse...

Aqui tudo pode...o show não começa na hora marcada porque as "otoridades! não chegaram, os melhores lugares já estão reservados, e muitas vezes ficam vazios pq os escolhidos não aparecem. Realmente muitos só vão para dizer q foram, mas como vc mmesma disse, nnão sabe nem sequer a cor da roupa do artista.Pagam ingresso? acham que não... devem ganhar, por isso o pouco caso com a arte de tds os artistas em geral.
Sinceramente...querem aparecer, monte um bloco e saia na Beira mar vestidos com suas roupas de grife e faça de sua falta de educação uma marchinha...pq palhaços não faltarão para isso. Tem gente que só merece show da boquinha da garrafa....ufa desabafei a minha indignação por tantos outros shows q assisti o mesmo fato ocorrido neste show!!!

Rodrigo Piva disse...

Ligia, é nisso que dá a inexistência absoluta de projetos culturais que estimulem a formação de platéia... os únicos palcos que sobraram para a maioria dos artistas em Santa Catarina são os palcos de bar. Isso quando tem palco e quando tem som. Na maioria das vezes, o músico leva o som, ou seja, paga pra tocar. E concorre com a platéia, para ver quem canta ou quem fala mais alto. Nem o Djavan escapa! Mas o mais grave é a falta de respeito e educação. Isso não se aprende no colégio, como diria o Noel....

Ligia Gastaldi disse...

Nete e Rodrigos rsrsrs !

Concordo com vcs. Me irrita muito essa coisa do atraso em show nacional. Marcou 11 começa as 11 e foda-se quem se atrasou. Na próxima vez vai sair mais cedo de casa.
Tenho um amigo que chegou na ultima música do show do Cramberries porque achava que show internacional era igual a nacional. No show da Amy, estava lá ele cedão. Aprendeu.
Mas educação é dificil de encontrar nos dias de hj.
E quanto a falta do hábito cultural também concordo. Um governo que trata a cultura como tratou o Sr Luiz Henrique não poderia ter tanto respaldo. O CIC lá fechado, uma vergonha.
Falta espaço físico, falta espaço em radios e TVs. Mas se cada um fizer a sua parte a gente muda isso.
Eu levo muito a sério a eleição, pesquiso, escolho com cuidado em quem votar. E no meu trabalho luto incessantemente por espaço para a cultura.
Já a educação, infelizmente só me resta ser antipática e chata e pedir para que calem a boca rsrsrsrs
Se todos que tiverem consciência cultural agirem, vamos mudar isso.

tatiana cobbett disse...

Oi Ligia querida....texto pertinente nada á acrescentar ....então venho cá engrossar a fileira e seguir buscando,se posicionando.....é lamentável uma cidade especial e bela como esta carregar este andor de falta de educação,desconhecimento, empobrecida culturalmente
beijares francos

tatiana

Vera disse...

Poxa que chato isso Ligia. Deu pra aproveitar alguma coisa do show? Espero que sim, né!
Ah, Corajoso seu texto! Parabéns. Assino embaixo contra a falta de educação e de espaços! bjs.