domingo, 12 de setembro de 2010

Samambaia Sound Club volta aos palcos!!

Lembra da Samambaia Sound Club? Então, esqueça!
A samambaia que voltou aos palcos hoje é outra coisa.
E isso não quer dizer que seja ruim, pelo contrário. A banda soube se reinventar a partir da saída de dois integrantes.


foto: cassiano ferraz

Jean Mafra deixou a banda recentemente e Jaguarito saiu quando se transferiu para a cidade maravilhosa, Rio de Janeiro. Com isso a banda mudou: Gustavo Ramos, o Rato, (que sempre foi fã da banda) assumiu a guitarra ao lado de Thiago Gomes que além da guitarra assumiu os vocais. André Guesser (bateria) e Daniel Gomes(baixo) continuam em seus postos. O resultado foi uma nova Samambaia.
Para o show de estreia desta nova fase, a banda levou para o palco televisores antigos e seus chuviscos e um repertório que recriou as canções antigas, misturadas com as novas e alguns covers que tem tudo a ver com a nova fase da banda como a bela música do White Stripes, "Seven Nation Army" e também a "Psico Killer", do Talking Heads
Um show muito bonito que deixou o público hipnotizado. A célula lotou em uma noite fria e de chuva o que já é uma vitória!
Gustavo me disse no final do show, que a idéia não é substituir os antigos integrantes e sim recriar.
A banda está lançando seu segundo CD, Sim/Não que foi gravado em Floripa no Gothan Estúdio, e masterizado por Carlos Trilha no Rio de Janeiro, com recursos do edital Elizabete Anderle. E como o dinheiro do edital demorou para sair o CD também saiu com atraso (nesse processo todo houve as mudanças de integrantes) e digo que hj o CD pouco reflete a Samambaia que está no palco. As vozes ainda são de Jean Mafra e as músicas estão com arranjos bem mais leves dos que hj a banda apresenta ao vivo.
A banda já pensa no terceiro CD e digo que merece registro.
Agora a Samambia Sound Club é rock na veia e recomendo a dose. Vale à pena!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

E viva o novo ano astral!

Um novo ano começa...




(...)But I heard there is a light

                        drawing me to reach an end
                        and when I reach there, I'll turn back
                        and you and I can begin again(...)

                                           [200 more miles - Cowboy Junkies)
                       

domingo, 5 de setembro de 2010

Cowboy Junkies and Friends!!!



Uma noite de sábado e eu reecontrei "Cowboy Junkies" e seu "Trinity Revisited". Um DVD gravado na Igreja da Santíssima Trindade, em Toronto, em 2006 para comemorar os 20 anos de banda.
Na verdade o album é uma releitura do album "Trinity Session", gravado em 1987 no mesmo lugar, mas desta vez a banda chamou convidados para dividir as gravações: Ryan Adams, Jeff Bird, Vic Chesnutt e a maravilhosa Natalie Merchand.  
Com um clima pra lá de intimista com a banda em circulo, aparecendo detalhes dos bastidores e como principal cenário a própria igreja, o DVD é um dos mais belos que já vi.
Natalie Merchand dividindo os vocais com Margo em "Misguided Angel" e Ryan Adams cantando "'200 Mores Miles" são momentos divinos.
O Cowboy Junkies é um grupo musical do Canadá com estilo que vai do rock alternativo ao country.
O grupo é formado por três irmãos da família Timmins(Morgo,Michael e Peter), além do baixista Alan Anton.
Eu conheci a banda há muitos anos quando ouvi "Sweet Jane" (uma versão da música do The Velvet Underground), na Itapema FM e fiquei fascinada com a voz de Margo Timmins. Fui atrás, mas encontrei pouca coisa no Brasil na época. Busquei fora, hj já tem quase tudo no Brasil ou na internet.
É música para ouvir e deixar a alma te levar.