domingo, 22 de novembro de 2015

Orquestra de Baterias em Floripa!


Hoje foi um daqueles dias de chorar de emoção!
Pela terceira vez, a orquestra de baterias é realizada em Florianópolis. E eu, que não sei por que não fui nas duas primeiras, desta vez fui e NUNCA MAIS falto! Que coisa linda, que coisa emocionante.


As duas primeiras vezes em que os bateristas se reuniram foi dentro da Maratona Cultural que este ano não aconteceu, mas músicos e o Instituto Maratona Cultural, resolveram fazer assim mesmo porque isso não pode morrer! E fizeram no amor. Não houve NENHUM apoio financeiro, pelo contrário, tiraram do bolso para conseguir as licenças (e a nossa prefeitura sabe cobrar bem essas licenças). A RA Som comprou a ideia e também foi parceira garantindo o som. Os profissionais Alexei leão, Marcelo Moreira, Richard bondan e Rafael Bastos deram seu trabalho e esforço na organização e o Instituto Maratona Cultural assinou a realização.
E que orgulho dessa galera!



O que se viu hoje à tarde, no largo da Catedral, foi de emocionar. Bateristas de todas as idades chegando de tudo quanto é lado. Aos poucos o público também foi chegando.


Eles interpretaram entre outros: Beatles, Queen, Paul McCartney, Nazareth e Dazaranha (que foi lindooooo demais). Vários músicos participaram como Chico Martins e JC Basañez (Daza), a galera do Brasil Papaya, Gnomo e tantos outros.


Acho que chegou a 100 o número de bateristas presentes. Algumas dezenas a mais haviam se inscrito, mas nem todos cumpriram o compromisso. Perderam.
Quando terminou o público até queria mais, mas era preciso entregar o espaço, afinal, mais tarde tinha missa na catedral.

 
 

Eu saí de lá feliz em ver que quando se quer fazer é possível. Apesar de todos os "senões" e toda a falta de apoio. E é preciso FAZER para poder cobrar.

Parabéns à organização, a todos envolvidos. Foi histórico!

 
 
 
 
 
O Léo Cardoso do DC Online fez uma belíssimo véideo... olha só!
 

Em tempo: durante o evento a PM resolveu lançar mão do seu caderninho de multas e distribuiu várias delas até mesmo para quem estava descarregando as baterias próximo aos Largo da Catedral. Não defendo ilegalidade, muito pelo contrário, mas esse rigor todo não é aplicado no dia a dia e então cadê o bom senso??? Domingo não há trânsito pesado no local, nada estava sendo atrapalhado. Será que não poderiam ter dado licença para estacionar onde não atrapalhasse a circulação de pessoas e carros? Será que um evento como esse não é motivo suficiente?  Bom, mas para uma cidade que recebeu a exposição maravilhosa de Miró e na abertura da mesma nem Prefeito, nem Governador se dignaram a ir, a gente não pode esperar muito. Mas podemos mudar isso.

Em tempo 02: meu blog estava com problema técnico ou sei lá...não estava acessando, mas agora tudo voltou ao normal. Tenho vários assuntos pra colocar em dia da nossa música catarinense...e o farei em breve!